[EDITORIAL] RESUMO DE ABRIL

Demorei um bom tempo para escrever esse resumo de abril. Isso se deve à correria que está sendo o mês de maio. Voltei a estudar, estou tendo mais responsabilidades, enfim… quem sabe eu detalho melhor no resumo do mês em questão). Mas já adianto que o mês de abril foi realmente bastante produtivo em vários aspectos, não só no que diz respeito ao que eu ando assistindo e escrevendo aqui no Poses e Neuroses. Foi corrido, porém vou mantendo a organização como posso.

Comecei o mês com 2 publieditoriais. Recebi 3 DVDs de uma distribuidora parceira em casa. Um deles era uma edição de “Ponte dos Espiões”. Como já havia assistido meses antes para a preparação do Oscar, mantive o produto embalado. Ainda não sei o que farei com ele. Possivelmente posso fazer uma promoção relâmpago por aqui. Os outros 2 discos eram o péssimo “Victor Frankenstein” – uma versão esquisitíssima estrelada por James McAvoy e Daniel Radcliffe – e o nacional “Tudo o que Aprendemos Juntos”, que eu achei bem bacana e humano. E Lázaro Ramos é um dos caras mais carismáticos do nosso cinema.

Truman Filme

Entre os lançamentos, nenhum grande destaque. Ok, talvez “Truman”, um longa argentino que, só para variar, é estrelado por Ricardo Darín. Um filme bem bonito sobre amizade e mortalidade. “Amor por Direito” traz a nova militante GLBT Ellen Page e Julianne Moore fazendo um casal lésbico real em busca de equiparação de direitos. É correto, mas infelizmente de nicho. Dificilmente causará interesse de um público majoritariamente heterossexual. E por último teve o diretamente lançado em DVD “The Beach Boys – Uma História de Sucesso”, um irregular trabalho estrelado por Paul Dano e John Cusack. Ambos interpretam o músico Brian Wilson em diferentes fases.

O tema do meu desafio de abril foi “10 cantoras no cinema”. O saldo foi basicamente esse.

• “As Bruxas de Eastwick” com Cher. Um clássico da TV.

• “Vibes – Boas Vibrações” com Cyndi Lauper. Raríssimo.

• “Sobrou para Você” com Madonna. Um trabalho menor da rainha do pop (que definitivamente não é boa atriz).

• “Reviravolta” com Jennifer Lopez.

• “A Rosa” com Bette Midler.

• “Crossroads – Amigas Para Sempre” com Britney Spears (Hahahahaha)

• “Glitter – O Brilho de uma Estrela” com Mariah Carey (Hahahahahahahahahahahahaah)

• “Dreamgirls – Em Busca de um Sonho” com Beyoncé Knowles. Talvez o melhorzinho do desafio.

• “O Mundo de Andy” com Courtney Love.

• “Um Beijo Roubado” com Norah Jones.

Glitter Filme

Todas as minhas reviews desse desafio contêm um parecer sobre a interpretação das cantoras. Eu sei que ficaram MUITOS títulos de fora. Pedi recomendações no facebook nesse tema e tiveram várias ideias e, por isso, talvez venha uma segunda edição desse desafio só com cantoras que ficaram de fora.

No Você Escolhe do mês de abril (que ficou na enquete da lateral durante março) ganhou “Stigmata”. E pela primeira vez os leitores pegaram pesado. Apesar de ter seus  fãs, o longa é ruim e seriamente mal interpretado (lembrem-se: não é filme sobre possessão demoníaca). Com tantos títulos vistos ao longo do mês de abril, sobraram poucos espaços para curiosidades. Mas deu pra ver o interessante “28 Dias” com Sandra Bullock e uma ida ao CineSesc para conferir “Últimas Conversas”, o último trabalho do já saudoso Eduardo Coutinho em cartaz no Festival Melhores Filmes.

E sim, teve séries. A do mês foi a segunda temporada de “Fargo”. Fenomenal como a primeira. É indicado principalmente para quem gosta do filme homônimo de 1996 dos irmãos Coen (é o meu caso). Também estou acompanhando esporadicamente a primeira temporada de “Six Feet Under“. Na verdade, é uma revisita da melhor série que eu já vi. Quero ver tudo só para escrever as reviews aqui no blog. E teve estreia da sexta temporada de “Game of Thrones“, a única que vejo semana a semana junto com a TV.

Ufa! Realmente teve muita coisa. Infelizmente tive que deixar o desafio dos 3 filmes obrigatórios para começar só em maio, mas me comprometo em ser mais organizado para isso aconteça!

Game of Thrones GIF