A FONTE DA DONZELA (1960)

A Fonte da Donzela | Jungfrukällan | dir. Ingmar Bergman | Suécia | ★★★★

A Fonte da Donzela Poster

Ver “A Fonte da Donzela” em 35 mm foi uma experiência absurdamente nostálgica. Não houve preço que pagasse (literalmente, pois a sessão foi gratuita no SESC Pinheiros). Baseado numa fábula medieval, a história se passa numa casa situada em algum lugar na Suécia do séc. XXIV. Karin (Birgitta Pettersson) é uma adolescente ingênua. A mando de seu pai (Max von Sydow), Karin é incumbida de levar velas à paróquia da região. Ela veste seu melhor vestido para ir a cavalo até a tal igreja e segue em companhia de Ingeri (Gunnel Lindblom). Ao encontrar dois pastores de cabra (e mais uma criança), ela é estuprada e assassinada. Ironicamente, os três transeuntes vão parar na casa dos pais de Karin pedindo abrigo e trabalho. A mãe da vítima, já aflita, descobre que os novos hóspedes são os assassinos de sua filha e, junto ao seu marido, planeja a vingança que julga necessária. Paganismo X cristianismo, claridade X escuridão, culpa X redenção. Esses três paradoxos funcionam para enaltecer, de uma maneira geral, que Bergman não estava ali para apresentar unicamente a história da virgem que, no local onde foi assassinada, fez brotar um rio que será a gênese de uma igreja. Vale lembrar que “A Fonte da Donzela” é um filme de transição do mestre sueco. A partir dali seus filmes estarão muito mais desacreditados na figura humana. Töre, ao descobrir que sua filha foi barbaramente atacada, não abre espaço para o perdão pregado na sua crença. Parte para um ritual pagão e mata os três suspeitos, não poupando nem mesmo uma criança. Seria ele tão bárbaro quanto os assassinos de Karin? Até onde o livre-arbítrio está para a religião e os homens? E o quão remediável é a culpa do homem cristão? Tudo isso é ascendido para a reflexão em “A Fonte da Donzela“, um filme que é um marco da sua filmografia de Bergman.

Resumo
Data
Título
A Fonte da Donzela
Avaliação
41star1star1star1stargray

Comentários (via Facebook)

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.