A PARTE DOS ANJOS (2012)

A Parte dos Anjos | The Angels’ Share | dir. Ken Loach | Reino Unido | ★★★

A Parte dos Anjos Poster

A Parte dos Anjos” pode ser jovial, ter algumas boas sacadas e interessante do ponto de vista cultural, mas não é nada de excepcional. Robbie (Paul Brannigan) acabou de ser condenado a 300 horas de serviços comunitários por ter espancado covardemente (sob o efeito de drogas) uma pessoa aleatória na rua. Com a namorada grávida e sem grandes perspectivas de futuro, ele resolve colocar sua vida nos trilhos. Pressionado pelo pai da namorada a ir embora e não dar as caras nunca mais, Robbie tenta, sem grande sucesso, entrar no mercado de trabalho. Durante um tour em um armazém de uísque organizado pelo coordenador do grupo de infratores do qual Robbie faz parte, ele descobre que tem um olfato apurado para a bebida. Até que ele vê a oportunidade única de fazer um grande roubo de um exemplar de uísque caríssimo e vender para um grande colecionador. Ao tratar da redenção como a grande lição de moral que pode ser tirada daqui, o filme consegue ter alguns bons momentos. Seu poético título provém do fato ainda inexplicável de 2% do uísque mantido em barris serem evaporados a cada ano de armazenamento. A essa perda considerável, os fabricantes chamam de “a parte dos anjos”. É desinformação minha, mas eu mesmo não sabia que o uísque poderia movimentar um mercado tão lucrativo quanto o do vinho (ainda acredito que não com a mesma proporção). “A Parte dos Anjos” vai desenvolver esse fato, além de investir numa boa sátira de seus próprios costumes, com direito a piadas relacionadas ao kilt, o incomparável saiote que os escoceses tradicionalmente usam sem nenhuma outra roupa por baixo. De maneira mais generalizada, “A Parte dos Anjos” não ultrapassa a sua proposta simpática, ficando na zona de conforto do engraçadinho, mas que fica difícil guardá-lo na memória por muito tempo. Veja, principalmente, se você for fã de sátiras culturais minimamente inteligentes.

Resumo
Data
Título
A Parte dos Anjos
Avaliação
31star1star1stargraygray

Comentários (via Facebook)

comments

2 Comentários

  1. Ainda bem que não cheguei com essa informação de “um novo “Transpoiting”, é muito forçada não?

    Achei o filme, como você disse, jovial e divertido. Gostei um pouco mais que você mas realmente nada imperdível ou excepcional

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.