A REDE SOCIAL (2010)

A Rede Social | The Social Network | dir. David Fincher | EUA | ★★★★★

A Rede Social Poster

A Rede Social” deslancha como um produto que funciona, mesmo sendo uma cinebiografia de um rapaz de apenas 26 anos que, graças a sua incapacidade de se relacionar de maneira presencialmente saudável e sua forma ácida de se comunicar através da internet, fez com que criasse um negócio que lhe rendeu o título de “o bilionário mais jovem do mundo”. O filme tem início com um diálogo caótico entre Mark (Jesse Eisenberg) e Erica (Rooney Mara), a tal ex-namorada da discórdia. Revoltado com o fim de seu relacionamento, ele cria um site que compara as garotas de Harvard – Universidade da qual é aluno – a animais, o Facemash.com. É então procurado pelos gêmeos Cameron e Tyler Winklevoss (Armie Hammer), que pretendem lançar uma rede social exclusiva de Harvard. As inovações e melhorias que Mark vai acrescentando fazem com que ele ultrapasse seus amigos e detenha completamente o Facebook. Mark Zuckerberg é o grande epicentro da discussão. Suas atitudes maquiavélicas são sempre muito bem argumentadas com seu estilo de falar, que por vezes parece uma coisa atropelando outra. Não é interessante aqui levantar uma bandeira do politicamente correto ou uma ética, pois estamos falando de um ramo que se confunde como uma “terra de ninguém” que é a internet e a relação entre pessoas que visam o lucro acima de qualquer coisa. A direção de David Fincher mantém sua forma peculiar, com tomadas frenéticas e enquadramentos inspirados. O roteiro de “A Rede Social” também é grande responsável pela qualidade. O texto de Aaron Sorkin – escrito a partir do livro “Bilionário Por Acaso”, de Ben Mezrich – mantém uma agilidade incrível e momentos de discussões acaloradas, além de fazer rir quando lhe é conveniente. É por isso que “A Rede Social“, somados todos esses fatores, deve ser lembrado como um dos filmes mais importantes de 2010. Pra mim, pelo menos, é a grande surpresa do ano.

Resumo
Data
Título
A Rede Social
Avaliação
51star1star1star1star1star

Comentários (via Facebook)

comments

Um comentário

  1. É um filme muito bom, com uma relevância atual impressionante, e ainda tem gente que o reduz apenas ao “filme do facebook”, mas é bem mais que isso.

    Ainda assim, acho que é um filme que perderá força com o tempo, por isso preferia A Origem, por exemplo, que continuará sendo intrigante depois de anos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.