A ÚLTIMA NOITE DE BÓRIS GRUSHENKO (1975)

A Última Noite de Bóris Grushenko | Love and Death | dir. Woody Allen | EUA | ★★★★★

A Última Noite de Bóris Grushenko Poster

Peguei “A Última Noite de Bóris Grushenko”, filme que vi há muito tempo e, obviamente, não poderia ter sido uma experiência aproveitadora. Isso porque se trata de uma obra da qual é preciso rever a cada intervalo de mais ou menos cinco anos, presumindo que nesse espaço de tempo tenhamos ganhado um pouco mais de repertório cultural pra entender cada sacada de Woody por centímetro de celuloide. Aqui ele interpreta o russo Bóris (Woody Allen), que vive com sua família tradicionalista e patriarcal. A chegada de Napoleão Bonaparte e seu poderio na Áustria fazem com o Boris seja convocado para o combate. O problema é que ele, ao contrário dos irmãos, é pacifista e muito mais inclinado à arte. Mesmo assim, é obrigado a partir para a linha de frente, mas, por um milagre absurdo, vira herói de guerra e volta condecorado para a Rússia. Bóris reencontra sua prima Sonja (Diane Keaton), a quem é apaixonado desde a infância e, novamente por ironia do destino, casa-se com ela. O problema é que Sonja está determinada a assassinar Napoleão. É importante reparar que “A Última Noite de Bóris Grushenko” está empanturrado de citações culturais. A conversa com a morte e a justaposição de rostos (cena do “trigo”) remetem Ingmar Bergman, passagens dos combates citam Eisenstein e sua batalha de Odessa, além de referência mútuas de Shakespeare e, claro, os romances russos, o principal alvo da fina ironia de Woody Allen. E é por isso que o longa deve ser revisto sempre que possível, porque não tem como se atentar a todos esses aspectos numa tacada só. Também é marcado aqui um dos trabalhos mais filosóficos do autor, que se encontra numa das fases mais consistentes de sua carreira. Apesar de eu insistir na ideia de seu humor inteligente, “A Última Noite de Bóris Grushenko” é, de fato, uma comédia que funciona.

Resumo
Data
Título
A Última Noite de Bóris Grushenko
Avaliação
51star1star1star1star1star

Comentários (via Facebook)

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.