A VILA (2004)

A Vila | The Village | dir. M. Night Shyamalan | EUA | ★★★

A Vila Poster

Eu estava com muita vontade de rever “A Vila”. Eu tenho lá os meus problemas com o cineasta iraniano M. Night Shyamalan. Amo “O Sexto Sentido” (1999), porém é evidente que ele se perdeu ao longo de uma carreira decadente. Acontece que eu não lembrava se gostava ou não de “A Vila”, então fui lá saber qual era a desse filme. Para a minha surpresa, eu gosto MUITO da primeira parte, mesmo achando a personagem Ivy (Bryce Dallas Howard) uma chata e o roteiro com sérios problemas de junção de fatos. Para quem nunca assistiu, é importante pontuar que a história se passa no ano de 1987 numa comunidade rural nas regiões de Covington Woods. Ali vivem famílias bastante tranquilas. Quer dizer, nem TÃO tranquilas, já que a floresta que os cerca é habitada por misteriosas criaturas. Para se protegerem, os anciões liderados por Sr. Walker (William Hurt) têm um pacto com essas criaturas para evitar ataques. Mais adiante, uma situação vai fazer com que Ivy tenha que atravessar a temerosa floresta para buscar medicamentos na cidade. Na primeira metade de “A Vila”, o mais preponderante é a construção do terror desenvolvida de maneira bem interessante por Shyamalan. O cara sabe como ninguém conduzir essa atmosfera. Por vários momentos eu pensei “ok, o filme nem é tão ruim assim”. Mas daí são vistas algumas decisões que me deixam numa situação difícil. Eu não sei como alguém em sã consciência poderia deixar uma garota cega atravessar uma floresta para chegar em qualquer lugar. Isso sem falar em algumas cenas que, se assistidas por alguém que JÁ conhece o final “quero-surpreender-a-todos”, sabe que são só pegadinhas sem qualquer compromisso com a coesão. Sério, Shyamalan, não queira subestimar o seu público, por favor. Só isso que lhe peço.

Resumo
Data
Título
A Vila
Avaliação
31star1star1stargraygray

Comentários (via Facebook)

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.