AMOR É TUDO O QUE VOCÊ PRECISA (2012)

Amor é Tudo o Que Você Precisa | Den Skaldede Frisør | dir. Susanne Bier | Dinamarca | ★★★

Amor é Tudo o que Você Precisa Poster

Susanne Bier está de volta com esse “Amor é Tudo o Que Você Precisa”, uma tentativa estranha de ser uma comédia romântica. Essa estranheza muito se deve a um humor que pode até funcionar para os dinamarqueses, mas que fica desconfortável ao ser importado para o lado de cá do Atlântico. A cabeleireira Ida (Trine Dyrholm) está passando por um grande inferno astral. Mesmo terminando o seu tratamento contra um câncer de mama, ela flagra o seu marido a traindo no sofá de casa. Isso prestes a viajar para a Itália, onde sua filha (Molly Blixt Egelind) irá casar. O pai do noivo é Philip (Pierce Brosnan), um poderoso empresário do ramo das plantações que ficou isolado em sua rigidez e solidão após a morte de sua esposa. O título original – Den Skaldede Frisør – se traduzido ao pé da letra, seria algo como “A Cabeleireira Careca”. Só isso já é suficiente para nos dar certeza de duas coisas. 1) a personagem principal ganhará muito mais destaque que o seu par romântico e 2) tem vezes que o título traduzido consegue ser melhor que o original, porque, convenhamos, você certamente não iria querer ver uma comédia romântica intitulada como “A Cabeleireira Careca”. Por sinal, o peso dramático que o câncer naturalmente dá a qualquer história impede a felicidade genuína que um romance pede. Mas existe uma coisa eu não devo negar. “Amor é Tudo o Que Você Precisa” consegue fazer um interessante panorama familiar. Os personagens, cada um ao seu modo, conseguem algum tipo de destaque na trama e as relações entre eles vão ficando cada vez mais interessantes quando é aproximada a hora do casamento. Essa tentativa sem efeito em ser um romance envolvente e o elogiável quadro de personagens acabam sendo o céu e o inferno desse filme, que se torna válido, principalmente, para conferir as lindas paisagens da Calábria italiana.

Resumo
Data
Título
Amor é Tudo o Que Você Precisa
Avaliação
31star1star1stargraygray

Comentários (via Facebook)

comments

4 Comentários

  1. Achei esse filme bem frágil, pouca coisa me agradou. Mas, sem dúvida, a protagonista é o que há de melhor no filme.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *