AO CAIR DA NOITE (2017)

Ao Cair da Noite ​|​ ​It Comes at Night​ ​|​ ​dir.​ ​Trey Edward Shults ​|​ ​EUA ​|​ ​★★★★

Ao Cair da Noite Poster

Fiquei muito surpreendido com Ao Cair da Noite, filme lançado este ano, mas que me parece estar ganhando maior burburinho agora que vazou na internet. Isso é bom para a obra como produto, já que ser descoberta não deixa de ser um intento. A direção fica por conta de Trey Edward Shults, um cara jovem, que fez sua estreia em 2015 com o pouco conhecido “Krisha”, que impõe curiosidade pela alta nota que tem na ficha do IMDB. É um nome que se deve prestar atenção pelo que pode trazer por aí, já que conseguiu fazer um trabalho que necessita de uma mão firme por parte da direção, muito mais até que do roteiro sem grande originalidade, que também foi escrito por ele. A trama se passa num período não especificado, no qual uma epidemia assolou o mundo. Numa casa protegida por um bosque, vive uma família formada pelo patriarca Paul (Joel Edgerton, de “Reino Animal” e “Loving”), a esposa Sarah (Carmen Ejogo) e o filho de 17 anos, Travis (Kelvin Harrison Jr.). Eles já começam tendo que sacrificar o avô do garoto, que não teve sorte e acabou se infectando. As coisas ficarão ainda mais tensas quando aparece o jovem Will (Christopher Abbott), que inicialmente tenta invadir a casa de Paul, mas afirma estar desesperado para levar suprimentos para a sua família. Se é verdade ou não, e o que cada possibilidade irá representar, daí você terá que ver Ao Cair da Noite mesmo. O que posso adiantar é que é um trabalho de competência ímpar, que cria situações de alto apelo dramático, dessas que deixam a palma da mão suada. No entanto, não espere por um filme com sustos fáceis, porque o clima aqui é um pouco mais pausado, causando medo pelo oculto ou não explicado. Vale mais para nos surpreender com a capacidade do ser humano em se virar diante do limite da sobrevivência.

Resumo
Data
Título
Ao Cair da Noite
Avaliação
41star1star1star1stargray

Comentários (via Facebook)

comments