AS MULHERES DO SEXTO ANDAR (2010)

As Mulheres do Sexto Andar | Les Femmes du 6ème Étage | dir. Philippe Le Guay | França | ★★★

As Mulheres do Sexto Andar Poster

As tais mulheres do sexto andar do título são nada mais do que domésticas espanholas que, durante os anos 60, pareciam ser tradicionais nos cuidados da casa de franceses. “As Mulheres do Sexto Andar” se passa justamente na França, onde essas mulheres se instalavam nas proximidades da casa das patroas, muitas vezes deixavam casa e família numa Espanha devastada no pós-guerra civil e sob o domínio do ditador Francisco Franco. No prédio da história, as espanholas estão em peso. Após o pedido de demissão de uma delas, o casal Jean-Louis (Fabrice Luchini) e Suzanne (Sandrine Kiberlain) tenta encontrar alguma empregada tão boa quanto. Até que chega até eles a graciosa María (Natalia Verbeke), recém-chegada na capital francesa e ainda com algumas dificuldades no idioma.

Mesmo que aparentemente seja uma sinopse dramática, o filme é considerado uma comédia até leve, sem grandes baques e quase nenhuma situação melodramática. É interessante ver o retrato da relação entre as patroas francesas e suas empregadas espanholas de uma maneira tão lúcida e cômica. É uma comédia de costumes básica, que certamente agradará o grande público caso o filme seja descoberto. Aqui, os patrões chegam a ser mostrados por um tempo até excedido, mas é tudo tão bem desenvolvido que nem nos importamos em dividir a atenção entre franceses e espanhóis, porque é justamente a curiosidade do protagonista pela vida das mulheres do sexto andar que vai funcionar como fio condutor de todo o desenrolar da história. 

As Mulheres do Sexto Andar” é tão gracioso, que até isso fica perdoável, pois a intenção, como disse lá no início do texto, é atingir o grande público que não tolera personagens mais dúbios. Então, nada melhor do que investir na caricatura ou até mesmo em algumas saídas forçadas. Mais tarde, pesquisando sobre o filme, descobri que também é uma espécie de autobiografia, já que o diretor e escritor Philippe Le Guay tinha um pai corretor da bolsa – assim como o protagonista – e também chegou a ter uma empregada espanhola em casa durante a infância.

Resumo
Data
Título
As Mulheres do Sexto Andar
Avaliação
31star1star1stargraygray

Comentários (via Facebook)

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *