AS VOZES (2014)

As Vozes ​|​ ​The Voices​ ​|​ ​dir.​ ​Marjane Satrapi ​|​ ​EUA ​|​ ​★★★★

As Vozes Poster

Dia desses o meu roomate Leo estava falando entusiasmadíssimo sobre este As Vozes, filme dirigido por ninguém menos que Marjane Satrapi (do aclamado “Persepolis”, de 2007) com roteiro de Michael R. Perry (“Atividade Paranormal 2”). Eu praticamente não sabia nada sobre o título, que está no catálogo atual da Netflix já não sei há quanto tempo. E foi lá que o bendito roomie viu e não sossegou enquanto eu não fosse assistir com ele mais uma vez. O que digo já de antemão é que quanto você menos souber sobre As Vozes, melhor. E é por isso que eu falarei sobre o que se trata da maneira mais superficial possível, porque boa parte do motivo pelo qual eu acabei gostando foi o fator surpresa. Logo no início já conhecemos Jerry (Ryan Reynolds), o funcionário de uma fábrica de poucos amigos, ingênuo, que possui uma paixão um tanto quanto platônica por uma colega de trabalho britânica (Gemma Arterton). Em casa, onde obviamente mora sozinho, ele chega a ter diálogos inteiros com seu gato e cachorro, chamados respectivamente de Mr. Whiskers e Bosco. Além disso, Jerry precisa continuar o seu acompanhamento com uma psiquiatra (Jacki Weaver), que por vezes é tão incompetente quanto à profissional vista em “Fragmentado” (2016). As Vozes tem um humor meio mórbido, como se fosse o fruto do encontro entre “Psicose” (1960) com o universo de Tim Burton e dos irmãos Coen. Mas o melhor talvez seja o trabalho impecável de Ryan Reynolds. Talvez seja a melhor coisa que vi dele, que ainda está em alta após protagonizar sucesso de público (“Deadpool”) e produções fora do mainstream (“À Procura”). Apesar de ter apenas alguns pontos que soaram bobos no final do segundo ato, As Vozes ganha muitos pontos pela mudança de tom promovida pelo protagonista (a sacada do seu mundo em primeira e terceira pessoa é fenomenal) e, claro, o próprio Reynolds.

Resumo
Data
Título
As Vozes
Avaliação
41star1star1star1stargray

Comentários (via Facebook)

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.