ASSIM ME DIZ A BÍBLIA (2007)

Assim Me Diz a Bíblia | For the Bible Tells Me So | dir. Daniel G. Karslake | EUA | ★★★★★

Assim Me Diz a Bíblia Poster

Esse é um daqueles documentários que julgo ser obrigatório para muitas pessoas, pois trata de um assunto social que está inteiramente ligado a muitos casos recentes de violência regida por questões de homofobia. Enganam-se quem pensa que “Assim Me Diz a Bíblia” é uma crítica à religião. Não é esse o ponto. A intenção do diretor é, através de entrevistas com pais de homossexuais, cientistas e líderes religiosos, criticar a forma equivocada como é lida as Escrituras e como a ignorância e o engano podem trazer a repulsa pelos homossexuais.

A ideia de entrevistar casais que tenham filhos gays e devotos de diversas Igrejas (são católicos, protestantes, luteranos, batistas, etc.) foi muito acertada. Eles são as maiores provas do modo como são feitas as discussões dentro da Igreja em relação à minoria sexual. Nem é preciso ir muito longe pra saber que a Bíblia serviu como uma arma para subjugar negros, judeus e mulheres. E enquanto esses três grupos exemplificados já se encontram – assim espero – isentos do ódio que cristãos sentem, sobrou para os gays a dura acusação de serem ou praticarem ABOMINAÇÃO, uma palavra que, de fato, se encontra na Bíblia, mas inserida em um contexto histórico-cultural que os cristãos parecem ignorar completamente. Isso sem contar as interferências de vocabulários e transliterações, que são objetos de estudo há centenas de anos.

Eu sei que parece trivial apresentar sérios argumentos nesse texto limítrofe, mas o próprio documentário diz que qualquer estudo mais aprofundado estará nas bibliotecas ao alcance de qualquer pessoa, assim como as pesquisas de vários órgãos ligados à psicologia, que não mais toma a homossexualidade como doença, muito menos como uma escolha. Imprimir essa ideia de “escolha” e mandar um gay para a regeneração poderá causar sérios danos psicológicos ao indivíduo, que faz parte de uma dura estatística: ele está 3 a 7 vezes mais propenso ao suicídio.

Assim Me Diz a Bíblia” ainda alça voos além da questão bíblica para explicar a violência que muitos machistas têm em relação aos gays, sem necessariamente se utilizar da religião. O documentário também não livra a cara da mídia, que insiste em vender a imagem estereotipada dos gays como homens afeminados ou mulheres masculinizadas. É um trabalho que faz questão de educar apresentando fundamentos e se tornando, assim, necessário para ser assistido e discutido.

Resumo
Data
Título
Assim Me Diz a Bíblia
Avaliação
51star1star1star1star1star

Comentários (via Facebook)

comments

2 Comentários

Os comentários estão fechados.