BARBARA (2012)

Barbara | dir. Christian Petzold | Alemanha | ★★★★

Barbara Poster

Eu fico imaginando o quão confuso esse filme possa parecer para quem o assistir sem aviso prévio, sem ter o consultado antes, uma lida na sinopse que seja. “Barbara” não é um filme que entrega sua temática de bandeja. Tudo fica no campo do subentendido, com poucas referências históricas, muito menos a inscrição na tela anunciando em que ano se passa. Eu cheguei até a dizer que a obra é apolítica, o que pode causar estranheza em algumas pessoas. Venhamos e convenhamos, apesar de se tratar de um tema que se insere, sim, numa das passagens mais importantes da história europeia, não teremos, entretanto, discussões verbais acerca do tema. O tema proposto é a Alemanha da Guerra Fria, quando o país era dividido entre Oriente e Ocidente. No início da década de 80, a médica Barbara (Nina Hoss) tentou, sem sucesso, atravessar os lados para viver com o homem que ama. Resultado: acabou sendo pega, foi parar na prisão e, ao ser solta, foi enviada para uma cidadezinha miúda de interior, onde irá trabalhar num hospital pediátrico. Como se não bastasse, ela está sempre sendo vigiada e a aproximação de seu colega André (Ronald Zehrfeld) parece suspeita. Nada disso parece mudar os planos do Barbara em atravessar a divisa entre as duas Alemanhas. Informações sobre o título e de sua história à parte, é certo que “Barbara” é um exemplo de filme que sabe retratar a natureza de sua personagem central da maneira mais coerente possível. O clima claustrofóbico de tragédia anunciada permeia toda a projeção. É impressionante como o ambiente diurno daquela pequena região isolada do leste europeu possa ser tão aterrorizante quanto a noite. O mistério em torno da legitimidade da amizade entre André e Barbara também será um dos responsáveis por manter o nosso interesse sempre alerta. E com isso, “Barbara” se torna, inesperadamente, um dos filmes mais interessantes dessa primeira safra do ano.

Resumo
Data
Título
Barbara
Avaliação
41star1star1star1stargray

Comentários (via Facebook)

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *