BASQUIAT – TRAÇOS DE UMA VIDA (1996)

Basquiat – Traços de uma Vida | Basquiat | dir. Julian Schnabel | EUA | ★★

Basquiat Poster

Dando continuidade à maratona David Bowie, agora foi a vez de assistir ao filme Basquiat – Traços de uma Vida, que fora dirigido pelo diretor e pintor Julian Schnabel (o mesmo de “Antes do Anoitecer” e “O Escafandro e a Borboleta”). A obra se concentra na aturdida figura de Jean Michel Basquiat (Jeffrey Wright), artista que ainda jovem abriu mão de uma vida confortável para vagar pelas ruas de Nova York no início da década de 80. Assinando seus grafites como SAMO (same old shit ou “sempre a mesma merda”), Basquiat logo foi descoberto por Rene Ricard (Michael Wincott) para se apresentar algumas exposições. Aos poucos, foi se tornando íntimo de ninguém menos que Andy Warhol (David Bowie com a cara da Tilda Swinton), chegou a ter um breve romance com a Madonna em início de carreira (não chega a ser mencionado no filme, mas a personagem de Courtney Love parece ditar isso) e cunhou termos como “expressionista primal” para caracterizá-lo. Não tardaria para que Basquiat sofresse com o fato de ser um negro ganhando destaque entre os gananciosos galeristas e colecionadores de arte, que sempre discutiam a finalidade de suas obras de um ponto de vista esteta. Basquiat – Traços de uma Vida é a cara de Nova York, principalmente no âmbito da arte urbana. É um filme bastante interessante por ser uma visão do biografado a partir de um amigo particular. Schnabel participou ativamente da ascensão de Basquiat, dando até mesmo um personagem baseado nele próprio, que fora interpretado por Gary Oldman. No entanto, o mesmo Basquiat se perde em algumas esquisitices, se esquecendo até mesmo de alguns fatos importantes da própria trama (o que houve com Gina? E a mãe? Como se sucedeu a amizade com Warhol?). Diante do resultado decepcionante, ao menos não posso dizer que não foi uma homenagem bem intencionada.

Resumo
Data
Título
Basquiat - Traços de uma Vida
Avaliação
21star1stargraygraygray

Comentários (via Facebook)

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.