BATMAN & ROBIN (1997)

Batman & Robin | dir. Joel Schumacher | EUA | ★

Batman e Robin Poster

Batman & Robin” é definitivamente o pior filme da franquia Batman. E está para nascer alguém que possa defende-lo. Até hoje eu não sei como aprovaram um projeto desses, do qual até mesmo o diretor Joel Schumacher chegou a pedir desculpas em uma entrevista alguns anos depois. Indo na contramão do universo dark instaurado por Tim Burton em “Batman” (1989), Schumacher quis abrir mais as possibilidades de aceitação não só acrescentando elementos lúdicos e coloridos, como já vimos em “Batman Eternamente” (1995), mas também tornando a série ainda mais infantiloide e risível. Dessa vez, Bruce Wayne (George Clooney) tem em sua companhia o braço direito Robin (Chris O’Donnell), que já mora em sua mansão. A cidade de Gotham City agora corre o risco de ser dominada por dois vilões que poderiam ser diametralmente opostos. Mr. Freeze (Arnold Schwarzenegger) é um ex-médico que contraiu uma doença que o obriga a se manter gelado, e tem planos para congelar a cidade, torna-la refém e conseguir os subsídios para curar a sua esposa de uma enfermidade. Já Hera Venenosa (Uma Thurman) é uma ex-bióloga que, numa tentativa de assassinato, contrai poderes hipnóticos através de feromônios (e ainda tem o Bane como capacho). E se Mr. Freeze quer congelar Gotham, Hera Venosa quer… plantar! E eles se unem! Agora como eles colocariam o plano dos dois para funcionar eu já não sei. Em meio a essa bagunça, surge Batgirl (Alicia Silverstone), que na verdade é sobrinha de Alfred (?) que chega para visita-lo e facilmente descobre tudo o que envolve a vida secreta de Bruce Wayne. O trio Batman, Robin e Batgirl era uma tentativa de dar início a uma nova mitologia, e já existia um projeto para tal, que obviamente não chegou a sair do papel depois da péssima recepção de “Batman & Robin”. Os uniformes com mamilos salientes, o Bat-cartão, as brigas com sons de desenho animado, Alicia Silverstone (?!), as piadinhas sem graça, antagonistas canastrões, diálogos sofríveis…. enfim, poderia citar uma enorme lista de erros vistos em “Batman & Robin”. É aquele caso de bomba que não dá nem pra virar cult futuramente.

Filmes Relacionados:

Batman (1989)
Batman – O Retorno (1992)
Batman Eternamente (1995)

Resumo
Data
Título
Batman & Robin
Avaliação
11stargraygraygraygray

Comentários (via Facebook)

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *