BATMAN ETERNAMENTE (1995)

Batman Eternamente | Batman Forever | dir. Joel Schumacher | EUA | ★★

Batman Eternamente Poster

Alfred [vendo Batman sair no seu automóvel]: Posso insistir para que leve um sanduíche, senhor?

Batman: Eu pego num drive thru.

Esse é o primeiro diálogo visto em “Batman Eternamente”. E o curioso é que logo de cara já se percebe uma ruptura com o universo dos dois filmes anteriores: “Batman” (1989) e “Batman – O Retorno” (1992). Tim Burton já não está mais como diretor, mas acumula a função de produtor da fita. O ator principal também não é mais o mesmo. Sai Michael Keaton, entra Val Kilmer, que jamais voltaria a repetir o papel por conta do trabalho que deu ao novo diretor, Joel Schumacher. Este último não é muito bem lembrado pelos fãs do homem-morcego. Também pudera. O cara conseguiu quase destruir completamente a aura atormentada de Bruce e por pouco não o deixa insuportável. Talvez o único ponto positivo ao seu favor é ter deixado “Batman Eternamente” mais, digamos, família. E isso é nítido quando nos deparamos com os vilões da vez, bastante caricatos e indecorosos na tentava hercúlea em emular o Coringa de Jack Nicholson no primeiro longa. Conseguiram no máximo uma “vergoinha” alheia pra carreira. Esses vilões são o Duas Caras (Tommy Lee Jones) – o promotor da cidade Harvey Kent, que teve um acidente que desfigurou o seu rosto com ácido e parece ter o atormentado completamente – e o Charada (Jim Carrey) – cientista debiloide que quer adquirir a inteligência das pessoas através de um neurotransmissor acoplado à televisão. Além de tudo isso, ainda entra em cena o Robin (Chris O’Donnell), um trapezista que perdeu a sua família numa ação do Duas Caras e quer se vingar. A parceria com Batman se inicia e já instaura uma tensão homoerótica à série. Curiosamente, o filme levaria o nome dos dois no título, o que só aconteceria com “Batman & Robin” (1997), este sim uma verdadeira perda de tempo. “Batman Eternamente” pode não ser um completo desastre, mas não sei qual o melhor termo para dizer que está bem perto disso.

Filmes Relacionados:

Batman (1989)
Batman – O Retorno (1992)
Batman & Robin (1997)

Resumo
Data
Título
Batman Forever
Avaliação
11stargraygraygraygray

Comentários (via Facebook)

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.