BLADE RUNNER 2049 (2017)

Blade Runner 2049 | dir. Denis Villeneuve | EUA | ★★★★★

Blade Runner 2049 Poster

Sempre fico ressabiado quando falam em fazer uma continuação, prequel, reboot, remake – entre outras denominações – de filmes que são considerados clássicos muito jovens. “Blade Runner – O Caçador de Androides” (1982), apesar de ter tido diversas repaginações até chegar a uma versão definitiva do diretor Ridley Scott, tem seus fãs defensores, um grupo do qual me incluo. E sempre fiquei com um pé atrás com a ideia de ter uma sequência, como é o caso deste Blade Runner 2049. Apesar disso, a confirmação de que o roteirista Hampton Fancher estaria de volta (dessa vez ao lado de Michael Green) e a cadeira de direção herdada para o franco canadense Denis Villeneuve (“Os Suspeitos”, “A Chegada”) acendeu uma esperança. Será que tinha como dar errado? Sempre tem. Mas assistindo a Blade Runner 2049, já na primeira meia-hora do filme, eu confesso que fui convencido de que tudo aquilo definitivamente é uma reverência a tudo o que envolve o filme de 82. E consegue, além de tudo, dar novos contornos à discussão existencialista travada pelo livro de Philip K. Dick. Trinta anos após os acontecimentos do primeiro longa, é K. (Ryan Gosling) que caça androides após o chamado apagão dos replicantes da linhagem Nexus. O que sabemos agora é que Rick Deckard (Harrison Ford) e Rachael (Sean Young), tiveram um filho. Isso pode mudar muita coisa, e portanto, os interesses de gente graúda está em jogo. Essa investigação resulta numa viagem tecnicamente perfeita. A ambientação, a música, os efeitos visuais e sonoros… tudo é relevante para a metáfora filosófica que Blade Runner 2049 propõe. Para mim, fica um filme que se sustenta, que faz tudo certinho, embora eu reconheça que o aspecto solene – talvez taxado como “filme paradão” – possa afastar algumas pessoas, principalmente em cenas que se esticam mais do que poderia. Mas funcionou. E fico muito surpreso e aliviado em saber que Villeneuve conseguiu, mais uma vez, se superar.

Filmes Relacionados:

Resumo
Data
Título
Blade Runner 2049
Avaliação
51star1star1star1star1star

Comentários (via Facebook)

comments