BLUE JASMINE (2013)

Blue Jasmine | dir. Woody Allen | EUA | ★★★★

Blue Jasmine Poster

Com uma protagonista supostamente baseada numa mistura de Ruth Madoff – a esposa de Bernard, um dos responsáveis pela quebra que eclodiu na grande crise de 2008 – e na Blanche DuBois de “Uma Rua Chamada Pecado”, “Blue Jasmine” irá ao cerne do ser humano para falar de seu lado mais mesquinho, sem parecer que o conto moral seja enfiado goela abaixo. Demorou para que Woody Allen finalmente voltasse os olhos para a maneira como o seu país teve que lidar com o caos, culminando num desfile de espectros ambulantes que se vangloriam de sua importância quase nula para a posteridade. Sim, estou falando da figura reluzente da socialite e sua fragilidade aparente quando lhe privam do seu bem mais precioso: o status. Depois de sofrer um surto psicótico em Nova York, Jasmine (Cate Blanchett) parte para San Francisco a fim de recomeçar sua vida na casa da irmã, Ginger (Sally Hawkins). Isso depois que seu marido (Alec Baldwin) foi preso por crime do colarinho branco e se suicida na cadeia. O problema é que ela não consegue abrir mão da ostentação e viaja de primeira classe, além de se mostrar apegada com suas malas Louis Vuitton. Viciada em ansiolíticos e por vezes absolutamente neurótica, Jasmine agora se depara com o ambiente de sua humilde irmã, que é divorciada, mãe de dois pré-adolescentes e namora o zero à esquerda (Bobby Cannavale). Concentrando-se basicamente na poderosa figura de sua protagonista, Allen vai recorrer aos constantes flashbacks para ilustrar ainda mais as nuances de Jasmine. Em seus tempos áureos, a detestável criatura dividia seu tempo entre ioga, pilates e jantares de cunho filantrópico. Na nova configuração, tudo o que ela busca é ser notável, o que explica sua insistência em cursar design de interiores via internet. “Blue Jasmine”, apesar de preencher parte de suas lacunas apresentando um inesperado desvio moral de Ginger, vai construindo um desfecho desolador. Vale a ida ao cinema.

Resumo
Data
Título
Blue Jasmine
Avaliação
41star1star1star1stargray

Comentários (via Facebook)

comments

Um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.