BOA NOITE, MAMÃE (2015)

Boa Noite, Mamãe | Ich Seh Ich Seh | dir. Severin Fiala, Veronika Franz | Áustria | ★★★★

Boa Noite, Mamãe, PosterNuma região inóspita, os irmãos gêmeos de 9 anos Lucas e Elias (Lucas e Elias Schwarz) brincam na floresta e plantação de milho que circundam a linda casa em que vivem. A mãe deles acaba de chegar de uma cirurgia estética e está com o rosto completamente coberto por ataduras. O reencontro entre eles não é nada caloroso, levando os meninos a desconfiarem da verdadeira identidade daquela mulher. Pronto. Isso é tudo o que eu acredito que vocês precisam saber sobre Boa Noite, Mamãe, filme austríaco que está demorando um bom tempo para chegar por aqui. O que posso dizer também é: aguentem firme os primeiros 50 minutos do filme, porque tudo melhora vertiginosamente até descambar num terceiro ato surpreendente. Digo isso porque o início de Boa Noite, Mamãe é muito mais focado em construir uma trama misteriosa. É um caso clássico de atmosfera que só colabora para o desenrolar da história. E engana-se quem pensa que isso – a construção da atmosfera – seja algo fácil de ser conduzido. Eu diria que esse trabalho na verdade esteja sendo cada vez mais subestimado nas produções atuais do mercado. O roteiro, por sinal, não foi dado para o elenco de cara, e foi filmado todo em ordem cronológica. Não sei ao certo se o resultado final irá agradar uma grande parcela de espectadores por aqui, mas o meu palpite é que a obra conquiste seu público de maneira homeopática. As recomendações é que vão ser responsáveis pelo provável sucesso póstumo. Ainda assim, é inevitável dizer que a produção tende a ser bastante visual diante do cuidado estético. Cada frame o suspense parece ter sido cuidadosamente pensado. Enfim, Boa Noite, Mamãe me conquistou no seu saldo positivo do terceiro ato. Para quem já viu e ficou meio “perdido”, mais abaixo acrescento uma interpretação válida sobre o filme.



Boa Noite, Mamãe Explicação

ALERTA DE SPOILERS!

Nem preciso dizer que essa parte do post é destinado para quem JÁ VIU o filme, não é?

Bem. Só lembrando que Boa Noite, Mamãe pode ter algumas interpretações diferentes da minha. No entanto, considero a explicação a seguir a mais – digamos – racional possível. Mas divago… espero as considerações de vocês nos comentários abertos ao público mais abaixo.

Bom, o que ficou no final do filme é que, CARAMBA, o gêmeo Lukas a todo momento era uma espécie de “amigo oculto” de Elias. Calma! Elias e Lucas realmente eram irmãos gêmeos, mas Lukas havia morrido anteriormente em um acidente não especificado. Há controvérsias sobre a causa da morte ter sido um incêndio (em algum momento, a mãe fica transtornada ao encontrar um isqueiro no quarto do filho) ou um afogamento (que fica subjetivo logo na introdução). Até mesmo um acidente de carro chega a ser pensado.

Em determinada cena, a mãe relata a um padre que tudo ficou muito difícil após o divórcio (o pai dos meninos é pouco mencionado) e o acidente. Creio que o incêndio seja a hipótese mais provável. A mesma mãe, num momento de desespero, chega a dizer para Elias que a morte do irmão não foi culpa dele. Ou seja, o tempo todo a mulher sofreu a desconfiança e até mesmo a tortura do filho à toa. Era tudo coisa da cabeça traumatizada do menino após perder o irmão.

Ah, mas e as cenas estranhas envolvendo a mulher pelada na floresta, sacudindo a cabeça bizarramente ou engolindo um dos besouros que o garoto coleciona? Tudo foi pesadelo, e isso o filme não escondeu em nenhum momento. Agora está explicado o porquê de só um dos gêmeos ganhar comida, receber atenção ou misteriosamente “sumir” quando quase é descoberto pela mulher quando eles estão tentando instalar uma babá eletrônica no quarto dela.

Sobre o take final com os garotos abraçando a mãe, me pareceu um devaneio da família perfeita, o que pode representar uma ambiguidade em todo o filme. A minha interpretação é que os três (ou melhor, os dois – mãe e filho) tenham morrido no incêndio causado por Elias.

Inesperado, não?

E vocês? Gostaram de Boa Noite, Mamãe? Ficaram surpresos? Tem alguma outra teoria? Escrevam nos comentários logo abaixo porque estou curioso para conhecer outras interpretações!

Resumo
Data
Título
Boa Noite, Mamãe
Avaliação
41star1star1star1stargray

Comentários (via Facebook)

comments

9 Comentários

  1. acho q não era a mãe verdadeira e sim, a irmã gemea dela. ja q é genetico. a irmã tomou lugar da ”mãe” e decidiu criar as crianças por isso a ”pinta falsa” e pq n mostrou a marca de nascença, e aquela foto q tinha uma mulher ao lado dela usando um vestido identico ao dela… lukas morreu afogado isso foi mostrado na introdução, elias e a ”mãe” morreram no incendio causado por ele msm,mostrando no final a ”a familia perfeita”. são apenas teorias! os roteiristas deixaram esse ar para nós telespectadores.

  2. Na minha opinião tudo foi explicado, embora nao com todas as letras. Alias acho que existem 2 hipóteses: Elias matou o irmão e causou o “acidente” que machucou a mae e que ela comenta com o padre, com fogo pela mesma alucinação que o faz matar a mae no fim, ou realmente ocorreu um acidente e o trauma o fez agir desta forma o que nao é muito provável, ja que a mãe tem horror ao ve-lo com um isqueiro ou trancando a porta, isso indica que ela ja o temia. Na cena que ela serve o café da manha so para um ja ficou claro que ele estava morto, li uma interpretação de que se trata de uma metáfora para o nazismo na austria, da maneira como nós o tempo todo sabíamos que o menino estava morto mas preferimos nao acreditar em tanta maldade gratuita e fechamos os olhos para o obvio, pois um filme tao bem preparado nao teria pretensões mesmo de ser um “sexto sentido”. O filme demonstra claras inspirações nos filmes de Michael Haneke, cheio de silencio frieza violencia e terror.

  3. Minha teoria eh de que tanto o Lukas quanto a sua mãe realmente estão mortos, ele está sendo cuidado pela irmã gêmea da mãe, aqual nenhum deles sabia da existência até verem a foto no álbum, e ele faz o garoto matar essa irmã e se matar para se reunirem, novamente, não fã sentido a mulher estar com o rosto coberto e não ter nada de errado e ela ter tirado a pinta apenas por tirar….

    • Eu achei o filme bem ruim mesmo, essa teoria foi a mais razoável pra mim, foi o que eu pensei tbm. Mais “Os outros” é bem melhor.

      • Nada a ver essa comparação. Pessoas tem mania de comprara obras diferentes e ficar escolhendo o melhor, sem ter nada a ver um com o outro. Esse filme é ótimo e gera várias interpretações.

  4. Eu interpretei de outra forma.Pra mim,Lukas queria reunir os três novamente,e,pra isso entrou na mente de seu irmão fazendo com que se matassem no incêndio.

  5. Você só trocou o nome dos garotos! A mãe fala o tempo diretamente com Elias durante o filme e diz que Lucas morreu no acidente. Elias também chama por Lucas várias vezes, inclusive no quarto, durante um diálogo com mãe, chamando o Lucas que “está” no banheiro enquanto a mãe diz que não era pra ele falar com o irmão. Também pergunta à mãe a música preferida do Lucas, quando esse sugere a pergunta ao seu ouvido (pois na verdade não pode falar por si mesmo).

    Enfim, trocou os nomes. Só isso. rrsss

    Achei que eu não tivesse entendido o filme, mas na verdade acho que achei ele meio óbvio e fácil demais… Ele entrega facilmente a história no final. Pensei que fosse precisar quebrar mais a cabeça pra entender a trama… assistir mais de uma vez.. enfim… Imagino se não pode haver outra explicação mais complexa pra ter gerado tanta boa reputação ao filme.

    • Olá, Dafne! Obrigado pela observação da troca de nomes. O erro já foi alterado. Rs.

      Também fiquei tentando encontrar alguma outra explicação mais “complexa”, mas pelo visto a intenção foi contar uma história simples mesmo, porém investindo mais em devaneios durante a história.

      Grande abraço!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.