BRIDGET JONES – NO LIMITE DA RAZÃO (2004)

Bridget Jones – No Limite da Razão ​|​ ​Bridget Jones: The Edge of Reason​ ​|​ ​dir.​ ​Beeban Kidron ​|​ ​Reino Unido​ ​|​ ​★

Bridget Jones No Limite da Razão Poster

Vocês sabiam que a trilogia protagonizada por Bridget Jones é a primeira e única existente do gênero comédia romântica? E que também é a única dirigida somente por mulheres? Esse “Bridget Jones – No Limite da Razão” é um fiasco perto do seu antecessor, e prefiro acreditar que os erros não devem recair somente à nova diretora. Nesse caso, sai Sharon Maguire (ela não tinha interesse em dar continuidade no projeto) e entra Beeban Kidron. No entanto, volta praticamente todo o elenco original, incluindo, é claro Renée Zellweger, que no meio tempo entre os dois filmes estrelou “Chicago” (2002) e “Cold Mountain” (2003), que lhe rendeu um Oscar de atriz coadjuvante. “Bridget Jones – No Limite da Razão” traz Bridget inicialmente feliz com o namorado, o advogado Mark Darcy (Colin Firth). Deixou de ser redatora para se tornar uma estrela popular de TV, e logo descobre que outra personalidade no canal é Daniel Cleaver (Hugh Grant), o garanhão que tanto a magoou no passado. Logo começam as diversas trapalhadas de Jones, que vão desde tentar parecer inteligente num jantar só de advogados, até parar numa prisão feminina na Tailândia (!). E tudo porque a sua insegurança em relação ao par romântico chega a um ponto que nem ela mesma consegue controlar. Insegurança é a palavra que melhor define Bridget Jones aqui. A solução encontrada por Helen Fielding (autora do livro original e co-roteirista do filme) foi pegar o que melhor havia na sua personagem central e exacerbar as características. Com isso, Bridget, de ingênua se tornou uma tapada completa, a ponto de querer chamar atenção cada vez mais para ganhar a aprovação de um namorado recente (e seus péssimos amigos parecem piorar ainda mais a situação). E é lamentável perceber que uma personagem tão adorável se tornou essa bizarra caricatura. Infelizmente, não foi dessa vez, Bridget Jones. =(

Filmes Relacionados:

O Diário de Bridget Jones (2001)
O Bebê de Bridget Jones (2016)

Resumo
Data
Título
Bridget Jones – No Limite da Razão
Avaliação
11stargraygraygraygray

Comentários (via Facebook)

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *