BROOKLYN (2015)

Brooklyn | Brooklyn | dir. John Crowley | Irlanda | ★★★

Brooklin Poster

Inicialmente, “Brooklyn” serve para surpreender alguns cinéfilos ao mostrar que a garotinha da língua perniciosa do filme “Desejo e Reparação” (2007) cresceu e está mais uma vez na corrida pelo Oscar nesse trabalho delicado e bastante honesto para um público que gosta de um romance à moda antiga. A história se passa no início dos anos 50, quando a irlandesa Eiles (Saoirse Ronan), sem grandes perspectivas profissionais na sua terra natal, decide ir para a América em busca de novas oportunidades com a ajuda da irmã e de um padre (Jim Broadbent). Chegando lá, é bem recebida pela comunidade irlandesa, indo morar numa pensão feminina – onde elas ficam até conseguiram casar – e trabalhar como atendente enquanto estuda contabilidade. Boa moça, logo surge um pretendente, um humilde rapaz de origem italiana chamado Tony (Emory Cohen). Porém, um incidente com sua família faz com que Eiles tenha que voltar para a Irlanda, onde acaba dividida entre a sua cidade e o amor que deixou no Brooklyn. Baseado na novela de Colm Tóibín, “Brooklyn” tem algo muito familiar com o filme “Educação” (2009). Logo depois descobri que ambos os títulos têm o mesmo roteirista: Nick Hornby. O cara também é responsável pelo texto de “Livre” (2014), além de ter escrito os livros que mais tarde deram origem a “Alta Fidelidade” (2000) e “Um Grande Garoto” (2002). No caso de “Brooklyn”, trata-se de um filme saudosista ao seu modo, muito direcionado para os irlandeses, mas engrandecendo a terra dos sonhos que era a América, em especial, é claro, os EUA. A trama muito se assemelha a uma novela das seis tradicional da Rede Globo, com tudo bem episódico. Conhecemos a mocinha, somos apresentados aos seus dramas, suas virtudes e receios. Não demora a surgir um par romântico e um coração dividido. É claro que, nesse caso, tudo é feito numa linda produção, que recriou Brooklyn em Montreal (seria impossível fazer isso atualmente no mesmo bairro). Saoirse Ronan, que é nova-iorquina, cresceu na Irlanda, e teve a oportunidade de ouro ao atuar com um apaixonante sotaque após disputar o papel com Rooney Mara. “Brooklyn” será a cota saudosista do Oscar deste ano.

 

Resumo
Data
Título
Brooklyn
Avaliação
31star1star1stargraygray

Comentários (via Facebook)

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.