CONTRA CORRENTE (2009)

Contra Corrente | Contracorriente | dir. Javier Fuentes-León | Peru | ★★★★

Contra Corrente Poster

Ver um filme como esse “Contra Corrente” estrear em salas brasileiras já é uma grata surpresa. Além de ser uma ótima (e infelizmente rara) oportunidade de assistir uma produção peruana sendo exibida por aqui, o longa contém uma história desafiadora que irá contrastar a sutileza de um amor homossexual com traços de um romance espiritualista. É um bom filme, que agradará não só o seu público alvo, caso não sofra a antipatia dos mais puritanos. Numa humilde vila de pescadores no Peru, Miguel (Cristian Mercado) está prestes a ser pai. Sua esposa Mariela (Tatiana Astengo) espera o primeiro filho deles, mas Miguel mantém um romance às escondidas com Santiago (Manolo Cardona). O amor é nítido e, apesar de Santiago querer levar adiante essa história, Miguel está acomodado com o verniz social, preferindo se esconder atrás de sua família em formação. Após a morte por afogamento de Santiago, Miguel passa a receber constantes visitas de alma do amado, que só descansará quando seu corpo for encontrado e ofertado. Entretanto, as constantes desconfianças dos hostis moradores daquela região poderão culminar em sérias consequências. Agraciado pela crítica e muito bem recebido em festivais internacionais (foi ganhador do prêmio popular em Sundance), “Contra Corrente” nos pega de surpresa pela simplicidade apresentada, mesmo contendo uma abordagem subversiva. Pela primeira vez a frente de um longa, o diretor Javier Fuentes-León consegue engrenar uma boa história, muito bem ambientada no lugar onde se passam os acontecimentos, respeitando as premissas e surpreendendo na narrativa. Afinal, aceitar uma história onde um fantasma acompanha uma pessoa sem evidenciar a impossibilidade de isso acontecer e ainda nos fazer aventurar nessa proposta não é um feito, digamos, muito fácil de ser conquistado. Fica a cargo dos cinéfilos, críticos e recomendações boca-a-boca, a possibilidade de ajudar na divulgação de um filme que é agradável, sem grandiosidade, mas nem por isso descartável.

Resumo
Data
Título
Contra Corrente
Avaliação
41star1star1star1stargray

Comentários (via Facebook)

comments

5 Comentários

  1. Belo filme. Lá pelos 2/3 do filme, pensei que o roteiro se acomodaria, deixando o protagonista retornar à sua rotina. Entretanto, ele foi firme e sutil, mostrando o caminho sem volta da descoberta e auto-aceitação. O filme me pareceu corajoso, romântico e questionador nas doses certas.

  2. Acho que não chegará nos cinemas de minha cidade, mas este é um filme que estou muito ansioso. A temática e principalmente por ser “peruano” me deixa na expectativa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.