DENTRO DE CASA (2012)

Dentro de Casa | Dans La Maison | dir. François Ozon | França | ★★★★

Dentro de Casa Poster

Baseado no livro de Juan Mayorga, “Dentro de Casa”, que marca mais um notável trabalho de François Ozon, deveria ter sido melhor descoberto. Germain (Fabrice Luchini) é um correto professor de francês em uma escola do subúrbio. Ele leva a sua vida de maneira rotineira, corrigindo as redações de seus alunos e surpreendendo-se com a cada vez mais preocupante falta de retórica e desinteresse por parte dessas novas gerações. Até que o texto de um de seus alunos (Ernst Umhauer) chama a atenção tanto do professor, quanto da esposa deste (Kristin Scott Thomas). Com o subterfúgio de dar aulas voluntárias de matemática, Claude, o aluno escritor, adentra na casa de Rapha (Bastien Ughetto) e logo demonstra um interesse misterioso na atenção do pai e, principalmente, da mãe do colega.

Em textos que apreende cada vez mais, sempre terminando com algum tipo de gancho, Germain fará até mais do que o permitido para que seu aluno prodígio siga sua história, mesmo que ele não consiga inspiração sem antes agir. É curioso notar que a literatura, enquanto estimulante de realizações, não se difere muito do cinema. Aliás, não se difere em nada. Somos completamente levados por instinto, pela curiosidade mórbida do que está por vir, pelo desenrolar da trama. O grande barato de “Dentro de Casa” está nessa ironia que nos é entregue através de um enredo ora simples, ora complexo. É um estilo narrativo para quem gosta, o que infelizmente não é a maioria do público, que muitas vezes não está aberto para experimentações como essa.

Quando se inicia uma ideia conclusiva de que os conflitos pessoais são os principais catalisadores de uma boa história, fica evidente que Ozon sabe muito bem fazer a transposição do que ele conhece com o que ele é capaz de fazer. Não adianta discordarmos dos personagens centrais, pois somos tão levados pela situação quanto eles. O final, como não bastasse ser poeticamente belo, ainda nos dá a sensação de continuidade das histórias que nos cercam. Estamos vivenciando história, respirando história e, infelizmente, também nos abdicando de história cada vez mais.

Resumo
Data
Título
Dentro de Casa
Avaliação
41star1star1star1stargray

Comentários (via Facebook)

comments

Um comentário

  1. Assisti “Dentro de casa” ontem e fiquei fascinada pelo filme. É incrível todo o jogo que Ozon nos coloca, ficamos em dúvida sobre certos acontecimentos, não sabemos se algumas situações realmente ocorreram ou se são apenas frutos da imaginação do jovem escritor, que parece realizar seus desejos através da escrita.
    Também é interessante pensarmos sobre quem é o verdadeiro escritor da história, o jovem Claude ou o professor Germain!?
    Enfim, o filme é cheio de questões sobre valores morais, contradições em que muitas vezes caímos, a miséria da classe média, os caminhos da arte, etc.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *