ERA UMA VEZ NA ANATÓLIA (2011)

Era Uma Vez na Anatólia | Bir zamanlar Anadolu’da | dir. Nuri Bilge Ceylan | Turquia | ★★★★

Era Uma Vez na Anatólia Poster

Tem uma determinada cena de “Era Uma Vez na Anatólia” em que vemos uma maçã cair da macieira, rolar por um campo íngreme até cair em uma vala. A correnteza faz com que essa mesma maçã siga um rumo dependente da água, ao que chega num certo ponto em que outras maçãs – que muito provavelmente seguiram o mesmo trajeto – impedem que ela continue seu caminho. Ficam todas ali, amontoadas e apodrecendo. A visão, tão poética quanto simbólica, serve de metáfora para tudo o que a própria obra pretende retratar. Numa região árida da Anatólia (parte que correspondente à Turquia), um grupo de homens tenta encontrar o corpo de uma vítima que fora assassinada por dois irmãos. Os suspeitos são levados para diversas área, forçados a lembrarem onde, enfim, enterraram o cadáver. Entre os profissionais que estão a postos na caçada estão um chefe de polícia, um médico e um promotor. Durante uma noite, entre um lugar suspeito e outro, eles conversam sobre próstata, morte, crença e meritocracia. Muito bem dirigido e escrito, “Era Uma Vez na Anatólia” tem, como principal proeza, desenvolver delicadamente seus personagens de uma maneira absurdamente dosada, sem excessos. Reparemos, por exemplo, no médico interpretado por Muhammet Uzuner, o Dr. Cemal. Inicialmente, ele nada mais é do que um personagem secundário, que responde às perguntas dirigidas a ele de uma forma até mesmo monossilábica. Aos poucos, ele passa a ser o observador de seu meio, catalisando as questões correspondentes à situação em que ele se encontra. De igual maneira, a figura do promotor também funciona para a trama, muito por conta da verdade que o roteiro o denota. Ousado e respeitoso em sua temática, o filme foi o grande vencedor do prêmio do júri no Festival de Cannes, além de ter sido um dos fortes concorrentes à Palma de Ouro. Vale conhecer.

Resumo
Data
Título
Era Uma Vez na Anatólia
Avaliação
41star1star1star1stargray

Comentários (via Facebook)

comments

Um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *