FLORES RARAS (2013)

Flores Raras | dir. Bruno Barreto | Brasil | ★★★★

40º Festival SESC Melhores Filmes

Flores Raras Poster

Eu confesso que não dava nada por “Flores Raras”. Para a minha surpresa, o filme tem qualidades inquestionáveis, principalmente por saber trabalhar com tanta delicadeza uma trama que poderia oscilar entre o pragmatismo da polêmica e o drama dos mais lamuriosos. É claro que existem os momentos em que a intenção em emocionar a plateia são notáveis, mas, por outro lado, ficou tudo tão orgânico e necessário, que eu nem me importei. Fui levado por uma obra que soube transitar muito bem o tema proposto. De modo geral, “Flores Raras” vai retratar – sem escândalos – o romance entre a arquiteta e paisagista carioca Lota de Macedo Moraes (Glória Pires) e a poetisa norte-americana Elizabeth Bishop (Miranda Otto), quando esta veio visitar a ex-colega de faculdade Mary (Tracy Middendorf), a primeira mulher de Lota. Da apresentação, surge uma paixão inesperada, que vai se tornar um casamento que atravessou as décadas de 50 e 60, período de grande ascensão artística de Elizabeth Bishop (com direito a prêmio Pulitzer em 58) e fatos históricos imponentes como a golpe de 64, tão discutido atualmente por conta dos cinquenta anos recém-completados. Atuando sem rodeios e afetações tão comuns no cinema, Glória Pires talvez seja, em minha opinião, a grande surpresa do filme, que ainda conta com a veterana atriz australiana Miranda Otto. O curioso é que o diretor Bruno Barreto mais uma vez refaz um triângulo amoroso que passa batido pelo crivo do público até relutante contra isso, algo que ele também fez em seu talvez maior sucesso, “Dona Flor e Seus Dois Maridos” (1976). Além do romance lascivo sobre amor e dependência emocional, também aponto como ponto positivo de “Flores Raras” o fato de delinear tão bem a figura de Elizabeth Bishop, que, apesar de não saber lidar com a sua própria arte, possuiu clareza suficiente para remanejar as suas próprias ideologias frente ao amor.

Resumo
Data
Título
Flores Raras
Avaliação
41star1star1star1stargray

Comentários (via Facebook)

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.