FRANK (2014)

Frank | dir. Lenny Abrahamson | EUA | ★★★

Frank Poster

Sabe aquele filme que você acha que tem uma ideia muito boa, mas a execução nem tanto assim? Foi isso que senti vendo “Frank”, esse longa britânico metido a esquisito. Gosto dessa intenção em retratar artistas que teimam em colocar a sua arte acima de sua aparência. Está aí a cantora e compositora Sia, que bastou esconder o rosto para ficar conhecida pelo grande público. Mas isso seria apenas um exemplo quase tolo para dizer do que o filme se trata. A figura central na verdade é baseada no comediante inglês Chris Sievey (1955 – 2010), que utilizava uma máscara de papel machê quando se apresentava na TV sob o pseudônimo de Frank Sidebottom. Para nós brasileiros, a homenagem pode passar completamente batida. Aqui, Frank (Michael Fassbender) é o excêntrico vocalista de uma banda experimental, que tem ainda a mal humorada Clara (Maggie Gyllenhaal) como uma das integrantes. Após a tentativa de suicídio do tecladista, eles agregam o desajeitado Jon (Domhnall Gleeson), que tenta ser um músico e compositor de sucesso. Aos poucos, Jon vai se tornando cada vez mais obcecado pela fama, influenciando até mesmo negativamente na dinâmica entre todos. Em determinado momento da história, a produtora de um festival chega a dizer que “ter 23 mil visualizações não quer dizer nada”. E essa sentença será o agravante para os problemas centrais do personagem. O arco desse protagonista é tão bem delineado pelo roteiro que fica difícil não simpatizarmos por um sujeito que vai se revelando tão execrável. Além disso, podemos também tirar uma importante discussão sobre a arte em sua forma e seu reconhecimento devido. Afinal, o que seria mais importante para essa problemática (nesse caso, na música): o visual do artista ou a qualidade do que é apresentado por ele? Deixarei para quem assistiu a “Frank” para refletir quanto a isso, já que será preciso ter visto alguns momentos-chave para relativizar. Apesar de não considerar “Frank” um filme imperdível, eu diria que vale a pena ao menos saber que existe essa bizarrice.

Resumo
Data
Título
Frank
Avaliação
31star1star1stargraygray

Comentários (via Facebook)

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *