HAHAHA (2010)

Hahaha | dir. Sang-soo Hongo | Coréia do Sul | ★★★★

Hahaha Poster

O curioso é que “Hahaha”, o mais novo filme do paparicado diretor Sang-soo Hong, conseguiu a proeza de ser um filme de camaradagem sem reduzir os personagens masculinos a nenhum estereótipo factual. Jo Moon-kyeong (Sang-kyung Kim) é um diretor de cinema e professor que está indo morar com a tia no Canadá. Antes da mudança, ele se encontra com seu grande amigo Joong-sik (Jun-Sang Yu) – um aspirante a poeta que se encontra num grande dilema amoroso – para beber, sorrir e jogar conversa fora, relatando os últimos acontecimentos de suas vidas. Sem se darem conta, eles conviveram em situações diferentes, mas com as mesmas pessoas, nos mesmos lugares.

Essas pessoas que coincidentemente estão nas histórias são o jovem Kang Jeong-ho (Kang-woo Kim), a apaixonante guia turística Seong-ok (So-ri Moon) e a mãe de Jo Moon, dona de um prestigiado restaurante especializado em sopa de baiacu. Entre muitas bebidas e causos, os amigos vão repassar seus últimos dias com muitos aprendizados, sempre com bom humor. Como se pode ver, o mundo é pequeno até mesmo na Ásia. Todos os personagens dividem espaço pelo menos uma vez no desenrolar do filme, mesmo sem saberem. Essa dinâmica flui de maneira muito positiva, o que favorece a experiência em se ver uma obra completamente fora do eixo América-Europa.

É possível estranhar alguns hábitos culturais, como a surra na panturrilha que Jo-Moon leva da sua mãe. Outra passagem marcante é quando a personagem Seong-ok pede para que seu namorado suba em suas costas para que ela consiga terminar com o relacionamento. São situações que nos forçam a acreditar que muito do que tem em no filme é aparentemente fortuito, produto da improvisação dos próprios atores. Contando com um trabalho de extremo carisma por parte do protagonista vivido por Sang-kyung Kim, “Hahaha” é tragicômico na medida como deve ser. E é uma versão condizente do que seria a amizade masculina, com boas histórias. E os dois personagens centrais, cada um a sua maneira, conseguem fazer a tortuosa e desgastante travessia do amadurecimento de maneira realista. Vale a pena dar uma olhada.

Resumo
Data
Título
Hahaha
Avaliação
41star1star1star1stargray

Comentários (via Facebook)

comments

Um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *