INVOCAÇÃO DO MAL 2 (2016)

Invocação do Mal 2 | The Conjuring 2 | dir. James Wan | EUA | ★★

Invocação do Mal 2 Poster

O original “Invocação do Mal” (2013) fez relativo sucesso, o que acabou garantindo essa continuação que estreou há pouco tempo nos cinemas nacionais e posso dizer que não é de todo ruim. Para mim, ambos os filmes têm coisas boas e ruins, sendo essas últimas um pouco relevadas pelos fãs da série. No caso de “Invocação do Mal 2”, gosto principalmente da maneira como o diretor malásio James Wan explora o ambiente, seja na rápida passagem em que apenas nós expectadores vemos uma presença no canto – do qual o personagem não vê – quanto no excelente diálogo em que outro personagem fica em primeiro plano e seu interlocutor fica sem foco. Só assistindo pra entender melhor. “Invocação do Mal 2” se passa alguns anos depois dos acontecimentos ocorridos no filme anterior. O casal paranormal Ed e Lorraine Warren (Patrick Wilson e Vera Farmiga reprisando seus papéis) agora tem um novo desafio. Dessa vez, a casa mal-assombrada fica numa região periférica de Londres, onde uma mãe com quatro filhos passa a ser atormentada pelo antigo proprietário da casa em que vive. A maior afetada é a garota Janet (Madison Wolfe), uma das filhas. Enquanto isso, os próprios caça-fantasmas passam por uma situação de desespero por conta de misteriosas visões envolvendo uma freira macabra. Eu fico imaginando que o verdadeiro casal Warren – sim, eles existiram e os créditos finais são reservados para registros fotográficos dos personagens reais – seriam tidos como verdadeiros charlatões nos dias de hoje. E saber que a Igreja confia em suas histórias me deixa ainda mais ressabiado. Em certos momentos, “Invocação do Mal 2” nos dá esse benefício da dúvida, o que é sabotado pela própria obra. O problema para mim é que o conceito é bem bobo e a longa duração é sentida, além da resolução final ser bastante simplista.

Filmes Relacionados:

Invocação do Mal (2013)

Resumo
Data
Título
Invocação do Mal 2
Avaliação
21star1stargraygraygray

Comentários (via Facebook)

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.