JANELA INDISCRETA (1954)

Janela Indiscreta | Rear Window | dir. Alfred Hitchcock | EUA | ★★★★★

Janela Indiscreta Poster

Janela Indiscreta” é definitivamente um dos filmes mais reconhecíveis do mestre Alfred Hitchcock. E olha que na filmografia do diretor tem títulos do calibre de “Um Corpo Que Cai” e “Psicose” (1960), todos grandes clássicos. Sempre que posso revejo os filmes de Hitchcock. E esse, especialmente, me encanta pela maneira até então engenhosa em trabalhar atributos da sua narrativa em prol do jogo de cena através do cenário. É tudo tão milimetricamente pensado que até deixamos de perceber que o filme é quase que um teatro filmado, algo bem típico dos moldes do cineasta. Lembro vagamente que “Janela Indiscreta” teve um remake homônimo estrelado por Christopher Reeve em 1998, que fora exibido na TV gringa e contava com Daryl Hannah no elenco. Falando sobre o original, é narrada a nova rotina de L.B. Jefferies (James Stewart), um fotógrafo profissional que quebrou a perna e agora fica no seu apartamento praticamente isolado, recebendo as visitas de sua ajudante e a namorada, Lisa (Grace Kelly), que ele julga fútil por gostar de moda e querer se casar. Seu passatempo preferido é observar sua vizinhança da janela de casa. Vizinhança esta composta por histórias interessantes, como a bailarina que mora sozinha e parece em busca de um homem ideal, ou a mulher solitária que fala sozinha. Quase que acidentalmente, Jefferies acredita ter testemunhado o assassinato de uma das vizinhas, que fora morta pelo misterioso marido. A história parece ser bem simples, de fato. E aí que vem o trufo de Alfred Hitchcock, que transforma a simplicidade de “Janela Indiscreta” em algo desafiador. Não se surpreenda se ouvir por aí que esse é um caso de exemplo que fez escola para gerações posteriores. A presença de Grace Kelly, pouco antes de se tornar princesa de Mônaco e ter largado a sua bem-sucedida carreira no cinema, está lindamente bem tratada pelas lentes do talvez um dos seus maiores admiradores. Não tem como discutir todos os motivos pelos quais “Janela Indiscreta” é de fato um legítimo clássico. É de responsabilidade sua ver logo algo que deveria ter sido visto há muito tempo.

Resumo
Data
Título
Janela Indiscreta
Avaliação
51star1star1star1star1star

Comentários (via Facebook)

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *