JENNIFER 8 – A PRÓXIMA VÍTIMA (1992)

Jennifer 8 – A Próxima Vítima ​|​ ​Jennifer Eight​ ​|​ ​dir.​ ​Bruce Robinson ​|​ EUA​ ​|​ ​★

Jennifer 8 Poster

Nessa semana estou tentando finalmente matar todos os DVDs que tenho na minha prateleira dos quais ainda não assisti ou nunca escrevi sobre por aqui. Dessa vez foi Jennifer 8 – A Próxima Vítima, que segundo meu controle pessoal eu vi há muito tempo, mas confesso que não lembrava de nada! Alguns podem achar que seja o primeiro trabalho de Uma Thurman no cinema, porém, é bom lembrar que ela já havia aparecido em filmes como “Ligações Perigosas” (1988) e “Henry & June – Delírios Eróticos” (1990). Ainda assim, não tinha nem perto da visibilidade que conquistou ao estrelar “Pulp Fiction – Tempo de Violência” dois anos mais tarde. Em Jennifer 8 – A Próxima Vítima, Uma interpreta Helena, uma garota cega cujo ex-colega de quarto se tornou uma das vítimas de um serial killer que pelo visto só ataca garotas com a mesma característica. O protagonista da história é John Berlin (Andy Garcia, que até então era considerado galã!), um investigador que acaba de sair de Los Angeles para a pequena cidade afim de investigar o crime com a ajuda de seu cunhado, Freddy (Lance Henriksen). John começa a ligar o cadáver esquartejado de uma garota com outros crimes não solucionados, ao passo que começa a se envolver com Helena, a principal peça do caso e potencial vítima do criminoso. Jennifer 8 – A Próxima Vítima fazia parte da estratégia do diretor britânico Bruce Robinson em fazer um grande sucesso de público para fomentar sua carreira na América. A frustração veio com o fracasso de público que a obra teve, que foi tão grande que Bruce praticamente se aposentou da carreira. O jejum só foi quebrado com “Diário de um Jornalista Bêbado” (2011), mas depois voltou à pausa incansável. Também pudera, Jennifer 8 está longe de ser algo memorável, e entra fácil entre os piores títulos do ano em que foi lançado.

Resumo
Data
Título
Jennifer 8 – A Próxima Vítima
Avaliação
11stargraygraygraygray

Comentários (via Facebook)

comments