LOVE (2015)

Love | dir. Gaspar Noé | França | ★★★★

Love Poster

Love” estreou no último Festival de Cannes fora de competição e, desde já, acumulou filas quilométricas de curiosos querendo saber o que estaria por vir no novo filme do diretor argentino Gaspar Noé, que já havia surpreendido meio mundo com os nauseantes “Irreversível” (2002) e “Viagem Alucinante” (2009). O próprio Noé chegou a justificar o trabalho presente como uma intenção de se fazer uma história de amor do ponto de vista sexual. E, de fato, tem MUITO sexo explícito, bastante gráfico mesmo, com direito à penetração, masturbação mútua e até ménage à trois com adolescente e travesti. No entanto, o que poderia soar como um esvaziamento do conteúdo tido como “arte” e cair numa polêmica rasa desenvolvendo “o choque pelo choque”, o resultado é bastante satisfatório. Na maior parte do tempo, as relações sexuais são justificadas tanto para a história quanto para a linguagem cinematográfica em si. No filme, Murphy (Karl Glusman) é um estudante de cinema norte-americano que vive em Paris. Agora casado com Omi (Klara Kristin) e um filho pequeno pra criar, ele recebe a ligação de uma ex-sogra perguntando se tem notícias de sua filha, desaparecida há meses. A ligação deixa Murphy atordoado, já que, a partir de então, ele passa a lembrar do quanto a ex-namorada Electra (Aomi Muyock) era importante em sua vida. Entenderam a razão das cenas de sexo serem tão solícitas nesse caso? É talvez o mesmo subterfúgio utilizado por Lars Von Trier em “Ninfomaníaca – Volume 1”, com a diferença que nesse exemplo existia o sexo como uma perturbação, enquanto em “Love” o sexo é consumação. O problema é quando essa interessante premissa vai se desafazendo e, quando menos esperei, estava diante de um filme cansativo, que se entregou com dois pés a um melodrama questionável. É um terceiro ato que pôs a perder a chance de Gaspar Noé representar um dos melhores longas do ano.

Resumo
Data
Título
Love
Avaliação
41star1star1star1stargray

Comentários (via Facebook)

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.