MAIS ESTRANHO QUE A FICÇÃO (2006)

Mais Estranho que a Ficção | Stranger Than Fiction | dir. Marc Forster | EUA | ★★★★

Mais Estranho que a Ficção Poster

Eu já havia assistido a esse filme há alguns anos e tinha me causado uma boa impressão. Não é nenhuma oitava maravilha do mundo, mas é impressionante como tem seus fãs. O mais curioso nisso tudo é que o bom texto do estreante Zach Helm (que não fez mais nada que se preze depois disso) é dirigido pelo alemão Marc Forster, um profissional diversificado que também trabalhou em “A Última Ceia” (2001) e “Em Busca da Terra do Nunca” (2004), só pra se ter uma ideia. “Mais Estranho que a Ficção” não é dos filmes que você deve saber muito antes de assisti-lo. Basicamente, relata o cotidiano de Harold Crick (Will Ferrell), que leva a sua vida monótona, pragmática e solitária, cheio de manias estranhas. Ele é agente da receita federal e certa vez vai cobrar os impostos da proprietária de uma padaria, a harmoniosa Ana Pascal (Maggie Gyllenhaal). Harold então passa a ouvir uma voz misteriosa e se vê pedindo ajuda até para o professor universitário Jules Hilbert (Dustin Hoffman). Em outro ponto da história, a escritora Karen Eiffel (Emma Thompson) se encontra com um bloqueio criativo, justamente no momento em que está produzindo um livro que pode ser sua obra-prima. Pronto. A forma como esses personagens vão se cruzar é melhor ficar pra você descobrir. O roteiro, que foi bastante elogiado desde o seu lançamento, não é 100% original, já que se baseia fortemente no romance “Niebla” escrito pelo espanhol Miguel de Unamumo. “Mais Estranho que a Ficção” ainda conta com as atuações destacáveis de um Will Ferrell menos histriônico e a inigualável Emma Thompson de cara lavada. Com referências do universo de René Magritte, o filme se atropela em alguns poucos momentos, principalmente nas passagens que irão desencadear no desfecho. Ainda assim, é bem indicado por se tratar de um filme aparentemente leve, que irá se revelar um reflexivo conto moral.

Resumo
Data
Título
Mais Estranho que a Ficção
Avaliação
41star1star1star1stargray

Comentários (via Facebook)

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.