MALÉVOLA (2014)

Malévola | Maleficent | dir. Robert Stromberg | EUA | ★★★

Malévola Poster

Quando a gente pensa que essas recriações de contos de fadas estão se tornando manjadas, vem mais um exemplar para provar que ainda tem muito o que explorar. O sucesso de bilheteria – e principalmente de repercussão – de “Malévola” não deixa dúvidas quanto a isso. Dessa vez, é recontada a história da Bela Adormecida, mas sob a ótica da vilã-título do filme. Para a escalação da protagonista, a escolha de Angelina Jolie não poderia ser mais acertada. Bonita, facilmente reconhecida, humanitária e realizada. A mulher é praticamente um ícone. Eu confesso que o filme até me surpreendeu positivamente. O desafio de retrabalhar a história é realmente laborioso, ainda mais quando estamos falando de um dos contos mais machistas que poderiam ter (nem Malévola escapa disso). Agora, a princesa Aurora (Elle Fanning) é amaldiçoada com um sono profundo quando completar 16 anos e furar seu dedo no fuso de uma roca. O feitiço – que só será quebrado pelo beijo do amor verdadeiro – foi lançado por Malévola como uma forma de vingança, já que ela foi traída pelo rei Stefan (Sharlto Copley), pai de Aurora, que roubou suas asas para conquistar o trono. Enquanto a princesa cresce, acontece o que tem de mais interessante nessas releituras: os elementos de humanização, que nesse caso recaem sobre a suposta vilã. O maior problema de “Malévola”, enquanto filme, está mesmo em sua direção, que ficou a cargo de Robert Stromberg, um especialista em efeitos visuais que tem exemplos como “As Aventuras de Pi” (2012) e “Capitão Sky e o Mundo de Amanhã” (2004) no currículo. O roteiro (escrito em colaboração por nove pessoas!), como já era de se esperar, tem um ou outro furo, principalmente em relação ao passado de Malévola (uma fadinha mirim tão adorável com um nome desses?) e outras premissas que se ocultaram para as principais resoluções da história. Poderia ser bem mais sofrível.

Resumo
Data
Título
Malévola
Avaliação
31star1star1stargraygray

Comentários (via Facebook)

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.