MANHATTAN (1979)

Manhattan | dir. Woody Allen | EUA | ★★★★★

Manhattan Poster

Difícil acreditar que “Manhattan”, uma das maiores obras-primas de Woody Allen, quase foi deixada na gaveta pelo próprio cineasta! Allen se viu pressionado pela necessidade de legitimar seu talento. Chegou a oferecer outro filme que sairia completamente de graça pra companhia de Jack Rollins e Charles H. Joffe. Não adiantou. “Manhattan” estreou nos cinemas e logo se tornou um grande sucesso de bilheteria (uma das maiores da carreira de Woody) e caiu nas graças de críticos e acadêmicos, principalmente europeus.

Depois de um casamento fracassado com uma escritora (Meryl Streep) que pretende lançar um livro sobre sua conturbada vida conjugal, Isaac (Woody Allen) passa por uma fase de grandes questões a serem resolvidas. Aos 42 anos, desempregado e em meio a uma crise de idade, ele namora a colegial Tracy (Mariel Hemingway), de apenas 17 anos. Ele mantém uma grande proximidade com Yale (Michael Murphy), grande amigo que, mesmo casado, mantém uma relação com a jornalista Mary (Diane Keaton). Do estranhamento inicial, Isaac e Mary logo se envolvem, o que confunde ainda mais a situação em que se encontram.

Eu mesmo poderia citar uma lista que apresente alguns motivos pelos quais podemos amar “Manhattan” e colocá-lo como um dos filmes mais marcantes da carreira de Woody Allen. É uma das mais verdadeiras e apaixonantes cartas de amor à Nova York, algo que fica evidente já na sequência inicial da fita. Tem também a fotografia magistral de Gordon Willis, as genuínas canções do nova-iorquino Gershwin George e diálogos memoráveis – com destaque para o eterno “Você precisa ter um pouco de fé nas pessoas”. Outro ponto muito interessante da obra é a dualidade de gerações representadas pelas principais mulheres do filme.

No tocante às relações amorosas e seus indesejáveis términos, Mary e Tracy reagem de formas diametralmente oposta. A primeira é mais histérica e muitas vezes cômoda na situação em que se encontra. A segunda, por sua vez, mesmo presente numa das cenas de término mais penosas do cinema, reage com um pouco mais de maturidade, ainda que seja uma simples adolescente. “Manhattan” é um prazeroso clássico para ver e rever sempre..

Resumo
Data
Título
Manhattan
Avaliação
51star1star1star1star1star

Comentários (via Facebook)

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *