MATADOR (1986)

Matador ​|​ ​Matador​ ​|​ ​dir.​ ​Pedro Almodóvar ​|​ Espanha​ ​|​ ​★★

Matador PosterAcabei encontrando no meu HD nada menos que 5 filmes antigos de Pedro Almodóvar, que são, coincidentemente, os mesmos que faltam para completar os principais trabalhos de sua filmografia pra eu ver e comentar. Eu já havia dado o start recentemente com “Que Fiz Eu Para Merecer Isto?” (1984), dei continuidade agora com este “Matador”, que é talvez um dos poucos que não gostei tanto assim, embora reconheça um caminho seguro para o refinamento de um diretor que sabe como ninguém brincar com as convenções contemporâneas. A história gira em torno de um casal sádico que transforma em fetiche banhos de sangue, assassinatos e dores letais. Diego Montez (Nacho Martínez) é um ex-toureiro que se aposentou após ser atingido em arena. Hoje vive de dar aulas do “esporte” – me nego a não utilizar as aspas – e se masturba vendo vídeos de mulheres sendo assassinadas. Maria Cardenal (Assumpta Serna) é uma advogada que tem a mesma atração pela morte transformada em prazer. Ambos se aproximam após o jovem Ángel (Antonio Banderas bem novinho) confessar o abuso contra uma vizinha (Eva Cobo) e mais quatro assassinatos que ele definitivamente não cometeu. Virgem e oprimido pela mãe seguidora da Opus Dei, Ángel vê no mestre Diego Montez um modelo a ser seguido. Eu diria que o melhor de “Matador” não está necessariamente na trama que envolve o sexo motivado por homicídios, mas em algumas particularidades que deixam nítida a diversão de Almodóvar em tratar comicamente diversos assuntos de debate social. É o que acontece quando vemos a impagável Chus Lampreave dizer para a sua filha que “o pior não é o estupro, é ter que contar a todo mundo“. Em contrapartida, não me convenceu a gama de personagens sem empatia, que no terceiro ato corrido acaba cedendo a um deus ex machina baseado em uma vidência não citada anteriormente. Foi só pelo toque surrealista, talvez.

Resumo
Data
Título
Matador
Avaliação
21star1stargraygraygray

Comentários (via Facebook)

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.