MISSÃO MADRINHA DE CASAMENTO (2011)

Missão Madrinha de Casamento | Bridesmaids | dir. Paul Feig | EUA | ★★★★

Missão Madrinha de Casamento Poster

É fácil apontar a razão pela qual este filme poderia não cair no gosto dos brasileiros. A começar, “Missão Madrinha de Casamento” brinca com o modo dos americanos ao organizarem um o casamento, e, mesmo que as damas de honra sejam equivalentes às madrinhas de casamento brasileiras, a dinâmica aqui é outra, o que deixa o título nacional um pouco discutível. Outro fator são os próprios atores, em grande parte conhecidos pelos seus papéis na TV, em seriados de grande sucesso por lá.

Tudo na vida de Annie (Kristen Wiig) não poderia estar pior. Balzaquiana, não encontra um emprego decente desde que fechou sua confeitaria, vitimada pela recessão americana. Ela divide apartamento com dois losers britânicos (que são irmãos) e sua vida sexual se resume a encontros com um cara que a dispensa na manhã seguinte. As coisas só pioram quando Lillian (Maya Rudolph), sua grande amiga de infância, anuncia que vai se casar e a chama para ser uma de suas damas de honra. Só que Lillian acaba se aproximando mais de Helen (Rose Byrne), sua nova companhia, que se dispõe a organizar toda a cerimônia, causando um intenso ciúme em Annie.

Escrito pela própria Kristen Wiig, juntamente com sua amiga Annie Mumolo (que faz ponta no filme fazendo a mulher desesperada com medo da decolagem do avião) é a grande chance de Wiig finalmente brilhar. A comediante, que já vem com know-how de seis anos no “Saturday Night Live”, prova que a ausência de uma oportunidade pode ser a causa de muito talento desperdiçado por aí. Mesmo tendo sido feita para arrancar gargalhadas, “Missão Madrinha de Casamento” tem algumas particularidades que o torna mais consistente, como o investimento em construção de situações, com suas cenas mais livres em conversa e, claro, tirar um sarro de algo que poucas vezes fica bem retratado numa comédia feminina: o fato de que as mulheres são bastante competitivas.

]Trata-se de uma comédia que, em época onde humor feminino anda tão em baixa, acabou se tornando um verdadeiro achado.

Resumo
Data
Título
Missão Madrinha de Casamento
Avaliação
41star1star1star1stargray

Comentários (via Facebook)

comments

7 Comentários

  1. É uma pena que, como você disse, tenha fracassado no Brasil. Mas acho que seja principalmente pelos atores e pelo estilo de humor, atípico para brasileiros – Superbad chega a ser um cult por aqui. E, claro, o alvo dessas comédias costumam ser os homens, sendo que desta vez eles foram afastados, mas as mulheres, em compensação, não se sentiram muito atraídas também. Enfim, eu adoro o filme, foi uma descoberta da atriz de Mike and Molly, que eu via os comerciais e não gostava. O inglês da série The It Crowd arrasa também, é ótimo que estejam dando papéis no cinema pra ele!

  2. Olá!

    Achei interessante você notar a abundância de profissionais da televisão neste filme. Até mesmo o diretor Paul Feig é natural das comédias televisivas, tendo deixado sua marca em séries como “The Office” (que comandou até este ano) e “Arrested Development” (esta, genialíssima).

    E isso me leva a um pensamento que ando tendo há muito tempo; o de que o cinema carece de boas, digo, realmente boas comédias. Adorei Missão Madrinha de Casamento, mas o filme não chega ao patamar de genialidade que pode ser conferido anualmente em diversas produções de outros gêneros. Há, sim, uma pequena porção de boas comédias a cada ano. Mas praticamente não há mais comédias geniais, daquelas que te fazem rir descontroladamente e que não apresentem falhas.

    Hoje em dia, se você quer rir às pencas e apreciar tipos diferentes e inteligentes de humor, você tem que rumar para os seriados de televisão.

    Não é à toa que quando um monte de gente da telinha invade a telona pra fazer comédia, algo bom é produzido, ainda que, como disse, não perfeito, não genial. Mas eu espero que essa situação se reverta, talvez com mais talentos da televisão migrando para o cinema.

    http://www.lumi7.com.br/2011/09/missao-madrinha-de-casamento.html

  3. Uma comédia que me surpreendeu e me fez rir muito mais do que eu ria. Adorei ver o discurso, a cena em que Annie imita Helen no carro e toda a sequência do avião. Só achei que o filme perdeu o fio da meada no fim, mas nada muito comprometedor.

  4. Adorei esse filme. Como comédia, atinge perfeitamente seu objetivo de divertir bastante. E ainda tem o plus, como você disse, de ser uma comédia “suja” feita por e com mulheres, tão boa quanto outros hits do gênero lançados recentemente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *