MORANGOS SILVESTRES (1957)

Morangos Silvestres | Smultronstället | dir. Ingmar Bergman | Suécia | ★★★★

Morangos Silvestres Poster

A partir desse ano eu resolvi ser um pouco mais correto nos chamados “filmes obrigatórios”, desses que, gostando ou não, todo cinéfilo que se preze deve ter uma opinião acerca. Por isso devo pegar pelo menos 3 desses clássicos por mês para ver (ou rever, se for o caso) e dar uma esplanada aqui no blog. Chamarei de “desafio dos filmes obrigatórios”. Ainda em janeiro já separei “A Malvada” (1950), “O Sétimo Selo” (1957) – do qual comentarei muito em breve – e esse “Morangos Silvestres“, outro velho conhecido do cineasta sueco Ingmar Bergman. O cara resolveu matutar um conto que refletisse basicamente sobre finitude, num processo de reminiscência com altas referências de seu amadurecimento enquanto ser humano. O protagonista, Dr. Isak Borg (Victor Sjöström, consagrado diretor de cinema mudo), é um médico que logo vai receber uma homenagem por seu trabalho em Lund. Depois de um sonho confuso, mas repleto de significados, ele acorda e resolve fazer a viagem saindo de Estocolmo de carro com a nora Marianne (Ingrid Thulin), que vai voltar para o marido depois de um período com o sogro. Durante a viagem, Isak atravessará recordações de seu passado e se dar conta de que o tempo lhe fez inerte em relação à sua própria identidade, além de encontrar um grupo de jovens a caminho da Itália e um casal de meia-idade em crise. “Morangos Silvestres” é uma obra que, ao mesmo tempo em que possui uma moral bastante madura do ponto de vista filosófico, é certamente um dos trabalhos mais acessíveis de Bergman. Qualquer pessoa pode assistir o longa e acompanha-lo de sua própria maneira. Falar sobre a morte não é nada simples, ainda mais quando esta não é física, mas metafísica. Porém, Bergman, como muita gente já deve saber, é mestre na arte da adequação do tema em suas simbologias mais pertinentes. Do relógio sem ponteiro à visão de si mesmo num caixão “parido” da carroça fúnebre. É triste, mas belo justamente por esse fator.

Resumo
Data
Título
Morangos Silvestres
Avaliação
41star1star1star1stargray

Comentários (via Facebook)

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *