MULHER-MARAVILHA (2017)

Mulher-Maravilha ​|​ ​Wonder Woman​ ​|​ ​dir.​ Patty Jenkins ​|​ ​EUA ​|​ ​★★★

Mulher-Maravilha Poster

A grande estreia da semana é este Mulher-Maravilha, que marca mais um investimento da DC em construir um universo cinematográfico assim como fez a Marvel. Por sinal, trata-se de uma preparação de terreno para “Liga da Justiça”, que tem data de estreia prevista para o final deste ano ainda. É importante salientar que é o primeiro filme de heroína desde “Elektra”, (2005). Ou seja, lá se vão 12 anos sem a chamada representatividade feminina desse calibre. E por falar em representatividade, também é o primeiro longa do nicho dirigido por uma mulher, que nesse caso foi Patty Jenkins (“Monster – Desejo Assassino”). Trocando em miúdos: querendo ou não, estamos diante de alguns avanços. Quanto à história, bem, você com certeza já deve ter visto antes. Não somente porque a Mulher-Maravilha não é nenhuma novidade na cultura pop (se tornou muito popular com a série nos anos 70 estrelada por Lynda Carter), mas por ser um filme de origem básico. Conhecemos Diana ainda criança, quando ainda vivia em Themyscira, uma ilha povoada por amazonas com grandes habilidades com arco, chicotes, cavalgadas, entre outras coisas. A realidade paradisíaca delas é interrompida quando Steve (Chris Pine), um espião britânico fugindo do exército alemão, cai por lá, forçando a protagonista (já crescida na pele de Gal Gadot) a ir lutar no mundo dos homens. Enquanto passatempo, Mulher-Maravilha é um tanto quanto brega, eu confesso. O humor é fraquinho (basicamente se concentra nas situações de forasteiro, ou seja, a estranha “atrapalhada” com o choque cultural) e o contraponto é sempre “o bom contra um vilão essencialmente mau”.  Por outro lado, eu me impressionei com as lutas, que são bem bonitas, coreografadas e perdoáveis em nível de intromissão digital (vale destacar o selo Zack Snyder de produção). Logo, Mulher-Maravilha é tudo o que a DC estava planejando fazer, com direito a dor e a delícia de se assemelhar à Marvel. Para quem curte, é um prato cheio.

Resumo
Data
Título
Mulher-Maravilha
Avaliação
31star1star1stargraygray

Comentários (via Facebook)

comments

Um comentário

  1. Um dos melhores filmes do ano passado. Sinceramente os filmes de ação não são o meu gênero preferido, mas devo reconhecer que Mulher Maravilha superou minhas expectativas, é uma história sobre sacrifício, empoderamento feminino e um sutil lembrete para nós, humanos, do que somos capazes de fazer uns com os outros, aqui deixo os horários da estréia https://br.hbomax.tv/movie/TTL612331/Mulhermaravilha adorei está história, por que além das cenas cheias de ação extrema e efeitos especiais, realmente teve um roteiro decente, elemento que nem todos os filmes deste gênero tem. É impossível não se deixar levar pelo ritmo da historia. Eu recomendo muito e estou segura de que se converterá numa das minhas preferidas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.