NAMORADOS PARA SEMPRE (2010)

Namorados Para Sempre | Blue Valentine | dir. Derek Cianfrance | EUA | ★★★★★

Namorados Para Sempre Poster

Não esperava me surpreender com esse “Namorados Para Sempre“. Minha surpresa foi grande por ter me envolvido com uma obra que se despe de todos os sentimentalismos baratos para focar-se em duas pessoas que se amam, talvez só não com a mesma intensidade. A sinopse retrata a história de amor entre Cindy (Michelle Williams) e Dean (Ryan Gosling), casados há cerca de seis anos, mesma idade que tem a filha deles. A atual configuração do casamento não é das melhores. Cindy está totalmente fora de sintonia com o esposo e não chega a ser revelado de imediato a razão. Dean, por outro lado, se vê ainda perdidamente apaixonado por ela e reúne esforços para levá-la a um hotel para uma noite romântica. Ao mesmo tempo em que vemos ser explorado um casamento já esgotado, acompanhamos, através de uma edição respeitável, o início do namoro. A ansiedade juvenil deles nos leva a perceber que ambos estavam entusiasmados pela novidade do amor correspondido. Dean teoriza e pratica aquilo que ele acredita. Passados seis anos, Cindy já não acredita mais naquela paixão esfuziante que fez com que ela prometesse amá-lo até que a morte os separe. É importante reparar na transformação até mesmo corporal dos personagens nesse meio tempo. Os atores chegaram a ganhar quilos a mais para dar esse tom de mudança, além das características emocionais e o tratamento estético do filme, que contrasta as cores vivas do início de namoro e a fotografia fria e melancólica do casamento. “Namorados Para Sempre” (ainda não me conformo com esse título) chega a ser incômodo. Profundamente triste, o filme possui um charme que tem uma capacidade quase inexplicável, que me fez ficar encantado com a maneira livre que o diretor Derek Cianfrance tratou os desfoques, com os atores devidamente seguros com seus papéis e a história que foge do senso comum dos filmes românticos.

Resumo
Data
Título
Namorados Para Sempre
Avaliação
51star1star1star1star1star

Comentários (via Facebook)

comments

6 Comentários

  1. Jr, sinceramente esse mexeu comigo!

    Filme doloroso, realista, Gosling e Williams puramente inspirados. É gente como gente. Impossivel não se emocionar ali. A cena final, quando eles brigam dentro do Hospital, é assombroso.

    Adorei o filme e acho que este que deveria estar no lugar de ‘Inverno da Alma’ na indicação de filme. Ao meu ver, isso é algo a ser sempre repetido por mim, Gosling merecia indicação também – ou até o Oscar de ator, sério.

    Adorei seu texto!

    Abs

  2. O título em português realmente ficou péssimo… parece comédia-romântica-de-final-feliz.

    O filme me surpreendeu. Trilha sonora, atuação dos personagens…

    Algumas coisas me lembrou a produção chilena: A Vida dos Peixes – de Matías Bize.

    Abraços e boas sessões!

  3. Junior, você não tem ideia de como estou esperando por este filme! Gosto muito do tema aqui retratado e dos atores envolvidos. Não sei explicar, mas tem algo nele que me faz crer que é um bom filme. Sabe?

    Gosto de saber da teoria do personagem, realmente os homens são mais românticos que as mulheres. Enfim, ótimo texto 🙂

    ps: Assista “O Sabor de uma Paixão” pra ver se gosta, mas já aviso que o filme contém “N” clichês! rs O que realmente é o destaque é a atuação de Murphy.

    abs.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *