NINFOMANÍACA – VOLUME 1 (2013)

Ninfomaníaca | Nymphomaniac | dir. Lars von Trier | Dinamarca | ★★★★

Ninfomaníaca Poster

Finda parte da expectativa criada pela bem arquitetada campanha publicitária de “Ninfomaníaca”. Aliás, o hype criado em torno do filme é algo elogiável. Até ano passado, Lars Von Trier era um diretor cultuado basicamente por cinéfilos afeitos ao jeitão narcisista, introspectivo e (o ponto que sempre me incomodou nele) misógino de trabalhar. O resultado final somou pelo menos cinco horas de projeção, o que forçou a decisão de ser lançado em duas partes. “Ninfomaníaca – Volume 1” foi lançado no dia de Natal na Dinamarca e chega em outras partes do mundo no começo desse mês. Nessa primeira parte, conhecemos Joe (Charlotte Gainsbourg), uma misteriosa mulher que é encontrada desacordada em um beco inóspito. É levada para a casa do igualmente misterioso Seligman (Stellan Skarsgård) para que possa repousar e se alimentar. Ela, então, começa a relatar os acontecimentos que envolvem a sua condição de ninfomaníaca, desde que era criança até os seus vinte e poucos anos (interpretada por Stacy Martin). Quanto às tão comentadas cenas de sexo, é importante lembrar que será lançada por aqui uma versão COM cortes (a estendida terá première no Festival de Veneza), mas creio que a alteração esteja apenas no tempo de duração dessas cenas, que já são suficientemente reveladoras, muito embora não seja nada fora do que já acostumamos em ver em muitos outros exemplos. “Ninfomaníaca”, pelo menos nessa primeira metade, me conquistou pela consistência da história, que justificam todas as cenas polêmicas. Além disso, os gráficos e a junção de referências culturais que vai de Rammstein à Bach tornam a experiência ainda mais enriquecedora. Posso até concordar que a guarda machista de Lars Von Trier esteja mais amena (as mulheres ainda soam desequilibradas enquanto os homens são racionais, vide a personagem de Uma Thurman pra confirmar isso), mas dessa vez ele se superou em um filme que certamente vai agradar seus admiradores, curiosos e os voyeurs de plantão.

Filmes Relacionados:

Ninfomaníaca – Volume 2 (2013)

Resumo
Data
Título
Ninfomaníaca
Avaliação
41star1star1star1stargray

Comentários (via Facebook)

comments

Um comentário

  1. Todo esse “folclore” em torno dos trabalhos de Trier me divertem, desde ele se denominar o melhor diretor do mundo até a parte em que a divulgação usa artifícios para promover e vender seus filmes (ninfomaníaca parecia que seria um pornô que destruiria o sexo hehehe).

    Quanto a essa primeira parte gostei do que vi, mas ainda é complicado analisar um filme pela metade, pelo menos para mim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.