NORMA RAE (1979)

Norma Rae | dir. Martin Ritt | EUA | ★★★★

Norma Rae Poster

Eu já ouvi falar sobre “Norma Rae” não só por ser um dos maiores papéis da carreira de Sally Field (saiu com seu prêmio de melhor atriz), mas também por ser um dos principais exemplos de filmes em que uma personagem feminina toma a dianteira pela luta de classes, especificamente a sindical. Lembre-se que Julia Roberts e Charlize Theron se deram bem fazendo algo parecido em “Erin Brockovich – Uma Mulher de Talento (2000) e “Terra Fria” (2005), com algumas diferenças proporcionais. Mas “Norma Rae” tem muito mais tempo e ganha alguns pontos extras por não se render facilmente aos clichês do gênero e iniciar alguns debates interessantes. Em 1978, numa cidade sulista onde a principal fonte de renda da população local é uma fábrica de tecidos, vive Norma Rae (Sally Field) com seus pais e três filhos pequenos. Por ser mãe solteira, ela tenta garantir o sustento de sua prole na indústria têxtil, sem receber um salário digno e enfrentando situações indignas de trabalho. Até que chega na região o idealista judeu Reuben (Ron Leibman), que tenta convencer os trabalhadores a aderirem ao sindicato em que representa. Apesar da desconfiança geral, aos poucos todos vão se dando conta das vantagens que uma representatividade possa garantir, e será Norma Rae que comprará boa parte da briga. É possível dizer que o filme “Norma Rae” subverte alguns temas importantes, como a repressão feminina, racismo e antissemitismo. Para começar, a protagonista não é uma mulher ingênua e sem personalidade (o único ponto negativo é que ela é “salva” por um sindicalista homem). Já a conhecemos envolvendo-se com um cara casado e não se mantém presa à sua condição de mãe solteira, mesmo sendo tão responsável. Sally Field encarna Norma de maneira convincente, com uma força descomunal que lhe garantiu com louvor os prêmios que recebeu.

Resumo
Data
Título
Norma Rae
Avaliação
41star1star1star1stargray

Comentários (via Facebook)

comments

Um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.