O ABISMO PRATEADO (2011)

O Abismo Prateado | dir. Karim Aïnouz | Brasil | ★★★★★

O Abismo Prateado Poster

Em “O Abismo Prateado”, Karim Aïnouz vai se utilizar da música Olhos Nos Olhos, de Chico Buarque, como inspiração para o roteiro assinado por Beatriz Bracher. A canção, eternizada na voz de Maria Bethânia em 1976, rendeu um belíssimo filme. Para a dentista Violeta (Alessandra Negrini), casada e mãe de um adolescente, o dia estava transcorrendo como de costume. Até que recebe um recado de seu marido (Otto Jr.) dizendo que sua ida para Porto Alegre é definitiva. O fato de eu ter gostado tanto de “O Abismo Prateado” se resume à sua inteligência, a um estimulo que decorre à reflexão de quem o assiste, sem contar nos inúmeros elementos cinematográficos que rodeiam a história de Violeta e sua saga pessoal. O barulho, por exemplo, toma conta do desafio da protagonista a partir do momento em que ela ouve o recado do marido. O barulho dos aparelhos de odontologia, das buzinas, das britadeiras de uma obra, da música que a sobrinha escuta, do quarto de hotel, da balada… Enfim, tudo isso serve pra representar uma angústia ensurdecedora. O som possui, portanto, a mesma relação encontrada no também magnífico “O Som ao Redor”. Juntos são, até agora, as melhores produções nacionais lançadas comercialmente este ano. E, se ainda é possível melhorar, ainda tem o silêncio tomado como forma de superação. Diante da situação em que se encontra Violeta e o eu-lírico feminino de Chico Buarque, não há metáfora melhor do que o barulho que parece incessante, que inquieta, até que um dia… o silêncio (ou simplesmente o não-barulho) se faça presente. O poço dos emocionalmente contrariados (ou seja, o abismo) é essencialmente escuro, um breu. Mas se faz existente um fundo, um término em que a esperança indica uma luz, que poderá iluminar esse caos e torná-lo não mais um preto dominante e sim numa tonalidade prateada. Em suma, o abismo prateado indica uma superação.

Resumo
Data
Título
O Abismo Prateado
Avaliação
51star1star1star1star1star

Comentários (via Facebook)

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *