O AMANTE DA RAINHA (2012)

O Amante da Rainha | En Kongelig Affære | dir. Nikolaj Arcel | Dinamarca | ★★★★

En Kongelig Affære Poster

Com grande sucesso em festivais europeus como o de Berlim – de onde saiu ganhando importantes prêmios – além de ser o representante da Dinamarca entre os indicados ao Oscar 2013, “O Amante da Rainha” é aquele filme perfeito para ser utilizado por um professor de história de ensino médio ou fundamental que queira apresentar aos seus alunos sobre a espinhosa entrada dos ideais iluministas na Europa. No final do séc. XVIII, alguns países já viam como ameaça próxima a ascensão cada vez mais imanente do Iluminismo. Nesse contexto, encontra-se Caroline Mathilde (Alicia Vikander), uma jovem inglesa que, em 1776, é prometida em casamento para o rei da Dinamarca. Caroline é leitora de grandes filósofos, toca piano lindamente, além de ser uma moça prestimosa e carismática. O seu futuro marido, Christian VII (Mikkel Boe Følsgaard), logo se mostra infantiloide e com alguns distúrbios emocionais. Para tratar desses problemas, seus lacaios contratam Johann Friedrich Struensee (Mads Mikkelsen), um médico alemão com fortes tendências libertárias. O inesperado é que Caroline, agora uma personagem mezzo Maria Antonieta, mezzo Madame Bovary, se sentirá atraída pelo médico, que será seu amante por anos. Para quem gosta de filmes de nobreza, “O Amante da Rainha” é um prato cheio. Vemos as fofocas da corte, os bailes opulentos, as nobres etiquetas, as disputadas discussões de conselho e tramoias para lidar com a reação do povo. Em meio a tudo isso, se encontra a figura que mais cresce durante o filme: Christian VII. Completamente influenciável, ele foi uma peça manipulada tanto pelos tradicionalistas, quanto pelos iluministas. Seu arco é tão bem delineado, que o casal principal acaba perdendo fôlego durante a história. E se nos vemos ás vezes torcendo contra aqueles a quem deveríamos torcer, é porque existe um problema. Mas ainda bem que, como disse, o triângulo fica em segundo plano quando nos interessamos muito mais pelo lado histórico que “O Amante da Rainha” possa despertar.

Resumo
Data
Título
O Amante da Rainha
Avaliação
41star1star1star1stargray

Comentários (via Facebook)

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.