O DIA DEPOIS (2017)

O Dia Depois | Geu-hu | dir. Sang-soo Hong | Coréia do Sul | ★★★

41ª Mostra Internacional de São Paulo

O Dia Depois Poster

Eu não sou conhecedor do trabalho do diretor coreano Sang-soo Hong, mas o que sei é que ele é um workaholic de primeira linha, lançando pelo menos uma obra todos os anos desde 2004. Só em 2017, por exemplo, foram três. E todos com exibições em festivais de renome mundial. “Na Praia à Noite Sozinha” passou em Berlim, chegando a ganhar o prêmio de melhor atriz para a sua mais nova musa Min-hee Kim (de “A Criada’). Já em Cannes, foram os outros dois títulos também deste ano. “La Cámera de Claire”, co-estrelado por Isabelle Huppert, e O Dia Depois, que vi ontem durante a minha cobertura pessoal da Mostra Internacional de São Paulo. No filme, Min-hee Kim está presente interpretando Areum, uma escritora amadora que acaba de conseguir um emprego na pequena editora de Haejoo (Yunhee Cho). Ele que é na verdade o protagonista da obra, fazendo um homem completamente covarde em não aceitar as consequências dos seus atos. Apesar de casado, ele manteve uma relação extraconjugal com a ex-funcionária (Sae-byeok Kim). E quando a esposa descobre, ela parte para cima Areum, numa confusão difícil de ser contornada. Apesar dessa premissa, O Dia Depois é muito mais do que isso. É desses trabalhos que pretende encontrar a beleza das atitudes cotidianas, nos diálogos que duram minutos para falar sobre amor, entre outras discussões prolixas. Pelo que pude perceber, o cinema de Sang-soo vai seguindo essa mesma linha. Para quem gosta, é um prato cheio, porém dificilmente consegue mudar a opinião de quem não gosta. Eu, particularmente, fiquei em cima do muro quanto ao O Dia Depois (pretendo conhecer um pouco mais do diretor), já que gostei bem mais das situações que fogem completamente do senso comum, em especial nas reações bizarras da amante de Haejoo. Se levar em consideração à constância de Sang-soo, diria que é um trabalho notável.

Resumo
Data
Título
O Dia Depois
Avaliação
31star1star1stargraygray

Comentários (via Facebook)

comments