O DISCURSO DO REI (2010)

O Discurso do Rei | The King’s Speech | dir. Tom Hooper | Reino Unido | ★★★

O Discurso do Rei Poster

Centrado na figura peculiar do rei George VI (Colin Firth), pai da Rainha Elizabeth, “O Discurso do Rei” narra, através de vários anos, o processo de ascensão de um homem aterrorizado pela sua incapacidade de discursar. Sua esposa, Elizabeth (Helena Bonham Carter), percebendo o constrangimento do marido e temerosa pela situação de escárnio que ele poderia vir a enfrentar, parte em busca de profissionais que possam auxiliá-lo. Após algumas tentativas, Elizabeth chega ao consultório de Lionel Logue (Geoffrey Rush), um ator fracassado que se aproximará de George VI sabendo que essa será a principal maneira de curá-lo. Durante muitos anos, a amizade entre George e Lionel perdura, mas a ascensão de Adolf Hitler e a aproximação de uma inevitável Segunda Guerra Mundial farão com que a Inglaterra careça de uma liderança segura, algo ainda mais difícil para um rei atormentado pelo fantasma da gagueira. A história é realmente interessante, afinal, relata o drama de um homem tão poderoso da família real com grande dificuldade para discursar, o que, como se deve saber, é uma habilidade primordial para se obter sucesso na carreira política desde a Antiguidade. A direção do ainda pouco conhecido Tom Hooper, mesmo se saindo bem com suas tomadas ousadas e se atentando aos grandes ambientes (boa parte do filme se passa em lugares fechados e longínquos corredores), se mantém coesa em boa parte da produção. Contudo, o grande problema de “O Discurso do Rei” é que ele é redondinho demais. Tudo bem que no ato final as coisas se tornem mais intensas e o público é sempre levado ao grande momento de torcer pelo rei, mas isso é resultado de um processo que vai sendo arrastado ao longo de toda a história. E conseguir isso aos quarenta e cinco minutos do segundo tempo pode não ter sido suficiente para me fazer acreditar tanto na obra. Está me cheirando Oscar roubado.

Resumo
Data
Título
O Discurso do Rei
Avaliação
31star1star1stargraygray

Comentários (via Facebook)

comments

Um comentário

  1. O filme em si, não despertar muito o meu interesse, mesmo gostando bastante de cinebiografias. Mas me parece uma boa produção além de ter Colin em mais uma ótima atuação. Mesmo não tendo visto ainda, torço pelo ator! hehehe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *