O DORMINHOCO (1973)

O Dorminhoco | Sleeper | dir. Woody Allen | EUA | ★★★★★

O Dorminhoco Poster

Não é à toa que eu continuo batendo na mesma tecla ao dizer que Woody Allen é um cara capaz de fazer qualquer coisa. Ele chegou a homenagear até mesmo os patronos das comédias do cinema mudo, Charlie Chaplin e Buster Keaton, nessa que é mais uma das suas sólidas comédias da primeira fase da carreira (que é falada, importante avisar). “O Dorminhoco” irá amarrar as situações impagáveis em que se mete Miles Monroe (Woody Allen), um dono de restaurante vegano que, no ano de 1973, vai para uma consulta médica de rotina pra reclamar de uma úlcera. Ele acaba dentro de uma cápsula de refrigeração e acordado 200 anos depois (ou seja, 2173). Agora, o mundo vive numa versão empírica do que George Orwell profetizou na sua obra “1984”. Acaba se escondendo na casa de Luna (Diane Keaton), uma poetisa sem talento que leva uma vida alienada. Após conhecer o homem do passado, Luna se tornará uma militante marxista. Uma das coisas mais sensatamente engraçadas em “O Dorminhoco” é o choque de realidades entre as duas épocas. No futuro imaginado por Woody Allen, as pessoas terão criado relações artificiais de tal maneira, que até o sexo poderá ser feito em uma máquina, assim como uma esfera pode ser “a droga da vez” e alimentos calóricos e tabaco já não apresentam mais riscos à saúde. Allen vagueia por esses meios como ninguém. Em certos momentos até brinca com a pantomima para dar lugar às homenagens que citei no começo do texto. “O Dorminhoco” também marca a primeira parceria entre o diretor e Diane Keaton, a sua musa mais apreciada. Para quem quiser conhecer o apartidarismo político de Woody e a sua crítica ao homem moderno frente à evolução tecnológica, esse é um filme imprescindível e, além de tudo isso, ainda é uma das comédias mais agraciadas pelos fãs de gênero.

Resumo
Data
Título
O Dorminhoco
Avaliação
51star1star1star1star1star

Comentários (via Facebook)

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.