O EXORCISTA (1973)

O Exorcista | The Exorcist | dir. William Friedkin | EUA | ★★★★★

O Exorcista Poster

O sucesso de “O Exorcista” foi algo sem precedentes. Foi recorde de bilheteria – é a produção de maior rentabilidade da Warner se considerada a inflação – e garantiu 10 indicações ao Oscar, incluindo o de melhor filme (o primeiro do gênero). O roteiro foi escrito por William Peter Blatty, escritor do best-seller homônimo lançado apenas dois anos antes. A direção é de William Friedkin logo depois do sucesso que foi “Operação França” (1971). Sempre com muita precisão da atmosfera do temor e muita dedicação para alcançar o resultado esperado, ele não poupou nem mesmo um tiro no set para conseguir um susto genuíno do ator Jason Miller. A história todo mundo meio que já conhece. Em Georgetown, a atriz Chris MacNeil (Ellen Burstyn) estranha a mudança de comportamento da filha, Regan (Linda Blair), de 12 anos. Ela mal sabe que a garota está começando a sofrer a possessão do demônio Pazuzu. Após uma série de consultas médicas, é orientada a recorrer à religião. Quem a ajuda é Padre Karras (Jason Miller), um sacerdote que passa por uma provação de fé. Logo pedirá ajuda ao veterano Padre Merrin (Max von Sydow). “O Exorcista” é um fenômeno da cultura pop. O pescoço girando em 360 graus, o vômito esverdeado, a levitação, a masturbação com o crucifixo… Enfim, tudo isso já foi visto em forma de homenagem ou sátira em diversas ocasiões. E isso já demonstra o impacto que a obra teve. Entretanto, não devemos esquecer das qualidades do filme em si. Não há como negar que existe uma construção excelente de clímax, auxiliado pela trilha composta por Mike Oldfield e as atuações anormais do elenco, em especial da garota Linda Blair, que se eternizou no papel e infelizmente se perdeu na carreira. Enfrente o seu medo e assista!

Resumo
Data
Título
O Exorcista
Avaliação
51star1star1star1star1star

Comentários (via Facebook)

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.