O FILHO DE CHUCKY (2004)

O Filho de Chucky ​|​ ​Seed of Chucky​ ​|​ ​dir.​ ​Don Mancini ​|​ ​EUA​ ​|​ ​★★

O Filho de Chucky Poster

Aparentemente, a melhor coisa que a atriz Jennifer Tilly fez na sua carreira foi ter decidido dar continuidade à sua parceria com o roteirista e agora diretor Don Mancini. Depois de protagonizar “A Noiva de Chucky” (1998), ela volta não só no papel de Tiffany, mas também fazendo ela mesma neste O Filho de Chucky. O filme como um todo é uma grande gozação, basicamente se autoproclamando como uma piada para, assim, se tornar algo trash. E posso dizer que isso funciona até certo grau. Até porque, como venho repetindo, não tinha mais como um boneco assassino como Chucky ser levado a sério. A curiosidade em torno de O Filho de Chucky era alta, já que o longa anterior termina com a tal “criança” nascendo e já fazendo a sua primeira vítima. Mas esqueça esse gancho. A figura infantil é, ao contrário dos pais, um ser inofensivo, que é usado num show de ventriloquismo na Europa. Após saber que seus pais são Chucky e Tifanny – graças a uma marca de nascença escrita Made in Japan -, ele parte para Hollywood, onde os dois bonecos são utilizados nas gravações de um filme de terror. Os assassinos de plástico logo são ressuscitados e passam a fazer suas vítimas enquanto tentam levar suas almas para os corpos de Redman e a já citada Jennifer Tillly. A atriz, por sinal, tira sarro da sua voz, do seu sucesso em baixa, da “cara de piranha” e até do fato de Julia Roberts está fazendo mais sucesso do que ela, que, diga-se de passagem, tem uma indicação ao Oscar no currículo (por “Tiros na Broadway“). No entanto, O Filho de Chucky se perde na ânsia em se tornar memorável pelo escracho, se estendendo até mesmo a piadas que, de tão ruins, chegam a ficar engraçadas pelos motivos errados (vide a participação de uma sósia de Britney Spears). Ponto somente para Jennifer!

Filmes Relacionados:

Resumo
Data
Título
O Filho de Chucky
Avaliação
21star1stargraygraygray

Comentários (via Facebook)

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.