O IMPOSSÍVEL (2012)

O Impossível | Lo Imposible | dir. Juan Antonio Bayona | Espanha | ★★★★

O Impossível Poster

Quando eu falei nas redes sociais que tinha gostado muito de “O Impossível”, não foram poucas as pessoas que vieram me questionar. Como eu poderia gostar de um filme extremamente apelativo? Não nego a natureza ambiciosa do filme, até por que é todo falando em inglês e traz dois astros de Hollywood como protagonistas. São fatos que confirmam a intenção clara do projeto: impressionar multidões e garantir prêmios.

Em busca de um lugar paradisíaco para passar parte suas férias natalinas, o casal britânico Henry (Ewan McGregor) e Maria (Naomi Watts), juntamente com seus três filhos, vão para um paradisíaco resort na Tailândia. Como um sobressalto, o lugar é devastado por um tsunami, que ficou conhecido como uma das maiores catástrofes naturais do séc. XXI, que deixou cerca de 230 mil mortos. Em meio ao caos generalizado, Maria e seu filho mais velho, Lucas (Tom Holland), tentam encontrar algum lugar para tratar os ferimentos dela. Enquanto isso, Henry, que conseguiu encontrar seus outros dois filhos com vida, tenta localizar sua esposa e primogênito.

Reconhecida a concessão em ver uma família branca sobrevivendo a uma situação devastadora como essa, é preciso se atentar às regras que regem o mercantilismo no cinema. Não é demérito vender o heroísmo branco diante do subdesenvolvimento do terceiro mundo, desde que haja organização no drama que está sendo apresentado. Não é difícil prever que, caso “O Impossível” não contasse com astros e fosse legendado, seria uma produção que teria desafios de investimentos ainda maiores. O cinema catástrofe, em diversos casos, não é devidamente respeitado. Produções como essas devem estar completamente imersas no sentimento desolador e contar com uma série de desafios que pareçam intransponíveis.

É a lei que rege esse gênero. Apesar do pomposo orçamento (para a realidade do cinema espanhol) de US$ 45 milhões, temos a sensação de que custou muito mais. Pode ser meloso, pretensioso e manipulador, mas “O Impossível” abrange uma série de discussões acerca da qualidade de um projeto diante das amarras do gênero. Desvencilhe-se de preconceitos e assista de coração aberto.

Resumo
Data
Título
O Impossível
Avaliação
41star1star1star1stargray

Comentários (via Facebook)

comments

2 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *