O MESTRE (2012)

O Mestre | The Master | dir. Paul Thomas Anderson | EUA | ★★★★★

O Mestre Poster

Em “O Mestre”, PTA (como é carinhosamente chamado Paul Thomas Anderson) escreve e dirige com similaridade as polêmicas atribuídas à L. Ron Hubbard, fundador da Cientologia. Contudo, discussões sobre a verdade e a legitimidade da seita não é o foco central, sendo substituída pela interessante jornada de dois personagens diametralmente opostos, em crença e domínio de suas devidas naturezas. Freddie Quell (Joaquin Phoenix) é um ex-marinheiro que lutou na Segunda Guerra. Findada as missões, ele passa a ter comportamentos erráticos em sua vida, que acabou sendo dominada pela compulsão sexual e alcoolismo. Tantas andanças o fazem parar em um barco, onde ocorre o casamento da filha de Lancaster Dodd (Philip Seymour Hoffman), adorado líder da seita A Causa. Sempre em companhia de sua dominadora esposa (Amy Adams), Dodd vê no descontrolado Freddie a cobaia perfeita para provar grande parte de sua doutrina. “O Mestre”, a rigor, é um prato cheio para um estudante de Filosofia que ama a Sétima Arte. Digo isso porque Paul Thomas Anderson retrata a relação de Quell e Dodd de uma maneira completamente baseada em simbologias ideológicas e cinematográficas. A cena onde os dois protagonistas são presos, vemos ali, lado a lado, a principal diferença entre os dois. Um é absolutamente explosivo. Seja efeito de sua participação na Segunda Guerra ou em traumas que foram acumuladas desde sua juventude, o que vemos em Freddie Quell é a personificação do indomável, do desespero em estar sob domínio de uma limitação (nesse caso, entre as quatro paredes da cela). O outro, por sua vez, é um verdadeiro exemplo de controle da situação. É mais provável, portanto, que Lancaster Dodd seja um Freddie Quell domado, situação na qual ele alcançou através de sua crença somada com a imposição de sua esposa (a cena em que ela o masturba é autoexplicativa). Perceberam? “O Mestre” é um filme gigante, que tem fôlego para ser um dos maiores destaques do ano.

Resumo
Data
Título
O Mestre
Avaliação
51star1star1star1star1star

Comentários (via Facebook)

comments

3 Comentários

  1. Seu último paragrafo é perfeito. As pessoas tem visto O Mestre com olhos errados, culpa mesmo da divulgação errônea. Uma pena, pois é um dos melhores filmes dos últimos anos. Abração!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *