O SENHOR DOS ANÉIS: A SOCIEDADE DO ANEL (2001)

O Senhor dos Anéis – A Sociedade do Anel | The Lord of the Rings: The Fellowship of the Ring | dir. Peter Jackson | Nova Zelândia | ★★★★★

O Senhor dos Anéis A Sociedade do Anel Poster

Eu tento não me surpreender com o fato de ainda não ter visto nenhum dos filmes da franquia “O Hobbit”, cujo terceiro título (“A Batalha dos Cinco Exércitos”) acaba de estrear mundo afora. Mas a primeira grande trilogia orquestrada pelo neozelandês Peter Jackson, “O Senhor dos Anéis”, foi um dos maiores sucessos da minha adolescência. Ler a pesada obra de J.R.R. Tolkien – que escreveu todo o universo descrito nos filmes – era praticamente a minha missão de vida, e consegui com muito esforço. É por isso que admiro quem se aventura em ler calhamaços como As Crônicas de Gelo e Fogo, de R. R. Martin. Mas em casa eu comecei a rever “A Sociedade do Anel”, meio que numa vã tentativa de fazer uma maratona com toda a saga. Continuo amando essa primeira parte, que relata a origem do anel que centralizará toda a história. O objeto foi criado por Sauron, uma figura tirânica que queria dominar toda a Terra Média. Mas ele foi derrotado e logo o anel foi passando para a mão de um humano e posteriormente para Gollum (meu personagem favorito, que quase não aparece ainda). O mesmo anel é achado por Bilbo bolseiro (Ian Holm), que resolve abrir mão do pequeno poder que a joia possa trazer. Com a ajuda do mago Gandalf (Ian McKellen), fica a cargo de um pequeno hobbit, Frodo (Elijah Wood), a tarefa de destruir o anel, e terá ajuda um grupo contendo outros hobbits, guardiões, anões, elfos, entre outras criaturas mitológicas. Essa primeira parte da saga “O Senhor dos Anéis” é uma aventura com tudo o que tem direito, sempre fazendo bom uso de todos os recursos do gênero. Tem a jornada do herói bem definida, vilões maquiavélicos, a redenção através do sacrifício, o amor fraternal, entre outros pontos. E tudo isso num universo que só mesmo Peter Jackson foi capaz de criar. Com uma qualidade técnica que dispensa elogios, “A Sociedade do Anel” inicia, com muita eficácia, uma história que marcou a minha geração.

Resumo
Data
Título
O Senhor dos Anéis - A Sociedade do Anel
Avaliação
51star1star1star1star1star

Comentários (via Facebook)

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *